SP bloqueia cartões do Bilhete Único para barrar fraudes

A medida, no entanto, vem causando congestionamentos no posto da SPTrans, no centro da capital paulista

São Paulo – A Prefeitura de São Paulo bloqueou cartões de Bilhete Único para barrar fraudes no sistema, mas a medida vem causando congestionamentos no posto da SPTrans, no centro da capital paulista.

Em entrevista à Rádio Estadão, o secretário municipal de Transportes, Sérgio Avelleda, reconheceu o problema.

“A SPTrans fez um bloqueio muito forte e ontem (quarta-feira, 11) não teve capacidade de atendimento. Eu já publicamente pedi desculpas, esse não é nosso padrão de serviço, não é o nosso padrão de atendimento”, disse à Rádio Estadão.

Segundo Avelleda, o governo está sendo “surpreendido com uma fraude disseminada no sistema de Bilhete Único”. Ele explica que há vários pontos de venda clandestinos comercializando bilhetes frios.

“Bilhetes que as pessoas recebem, creditam em um cartão, mas o dinheiro não chega à SPTrans”.

De acordo com Avelleda, a fraude está causando um “desequilíbrio na conta do sistema dos transportes de ônibus”. “Vamos atuar muito duramente para impedir a ação desses fraudadores que estão sangrando o orçamento da Prefeitura de São Paulo”.

Para contornar o problema, Avelleda disse que a Prefeitura está abrindo mais estações de trabalho da SPTrans para atendimento. “Também estamos revendo o filtro de bloqueio para tentar só bloquear de fato os cartões que tem suspeita de fraude”.

Em nota, a SPTrans informou que a partir desta quinta-feira, 12, a população terá à disposição mais 20 novos guichês de atendimento no posto da XV de Novembro.

O horário de funcionamento do posto será ampliado a partir de sexta-feira, 13, quando o atendimento será feito das 6h às 20h. Aos sábados e domingos, o posto estará aberto das 8h às 18h.

Segundo o secretário, uma atualização no sistema de bilhete único será realizada ainda este ano. “O novo sistema efetivamente deve proteger a gente desse tipo de fraude”.

A Secretaria Municipal dos Transportes fará uma campanha de conscientização para que a população não compre passagem mais barata em postos que não são credenciado, evitando golpes.