Sob chuva, manifestação em SP chega à Praça da República

Manifestantes que participam hoje de passeata em São Paulo chegaram por volta das 18h30 à praça da República, na região central

Manifestantes que participam hoje (13) da passeata do Dia Nacional de Lutas em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores, da Democracia, da Petrobras e pela Reforma Política em São Paulo chegaram por volta das 18h30 à praça da República, na região central da capital paulista, onde o ato deverá ser encerrado.

Sob muita chuva, os ativistas gritam palavras de ordem como “não vai ter impeachment, não” e “fica Dilma”.

De acordo com os organizadores, cerca de 50 mil pessoas participam da manifestação. A Polícia Militar (PM) estima 12 mil participantes. A manifestação reúne integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), da União Nacional dos Estudantes (UNE) e de outros movimentos sociais e sindicais.

No início do ato, manifestantes se concentraram em frente ao prédio da Petrobras, na Avenida Paulista. Em seguida, se juntaram a professores da capital paulista que realizaram uma assembleia no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), em que deflagraram uma greve a partir desta sexta-feira.