Odebrecht: caixa 2 para Serra teria sido pago em contas na Suíça

Executivos da Odebrecht afirmaram que o ministro recebeu R$ 23 milhões da empreiteira via caixa 2 para financiar sua campanha presidencial de 2010.

São Paulo – Executivos da Odebrecht teriam afirmado, em delação premiada, que o ministro das Relações Exteriores, José Serra, recebeu R$ 23 milhões da empreiteira via caixa 2 para financiar sua campanha presidencial de 2010.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, parte desse dinheiro teria sido transferida para uma conta na Suíça. O acerto para o recebimento do recurso no exterior teria sido realizado pelo ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho, que integrava a equipe da coordenação política da campanha do tucano.

No Brasil, a operação do caixa 2 teria sido negociada pelo ex-deputado federal Márcio Fortes (PSDB-RJ).

Aos procuradores, os executivos da Odebrecht teriam dito que o valor foi acertado com a diretoria nacional do PSDB, que depois teria distribuído uma parte dos R$ 23 milhões para outras candidaturas.

Os repasses, segundo a publicação, foram mencionados por dois executivos da empresa durante negociações de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República e a força-tarefa da Operação Lava Jato.