Senado decide abertura de processo de impeachment; acompanhe

Caso aceitem o processo, Dilma Rousseff será afastada por até 180 dias; siga em tempo real

São Paulo — O plenário do Senado analisa nesta quarta-feira se o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff deve ser aberto na Casa. Caso os senadores decidam pela admissibilidade, Dilma será afastada do cargo por até 180 dias. 

É preciso que a maioria simples dos senadores presentes votem pela abertura do processo para que a petista seja afastada. Levantamento de EXAME.com revela que, ao menos, 50 parlamentares votarão contra a petista

12/05/2016 – 06:34

Dilma é afastada do cargo

Dilma Rousseff (PT) será afastada da Presidência da República por até 180 dias. Com 55 votos a favor e 22 votos contra, o Senado Federal aprovou a admissibilidade do processo de impeachment da presidente. 

 

Michel Temer (PMDB) assume o cargo interinamente. 

12/05/2016 – 06:31

Começa a votação do impeachment

Senadores começam neste minuto a votação sobre a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma. 

12/05/2016 – 06:21

Senado se pautou pela isenção, diz Renan

“Esta presidência jamais foi modulada por partidos ou posições políticas”, afirmou Renan Calheiros ao rebater suposições dos efeitos para o processo de sua suposta aliança com o governo. “Cabe a este colegiado a palavra final”. 

12/05/2016 – 06:17

“Fiz o que pude pelo meu país”, diz Cardozo

“Fiz o que pude para que a Constituição não fosse rasgada”. Com essa sentença, Cardozo termina sua defesa minutos antes da votação que pode definir afastamento de Dilma. 

12/05/2016 – 06:07

Plenário volta a encher

Esvaziado durante parte da madrugada, senadores começam a voltar para suas cadeiras. 

12/05/2016 – 06:01

Cardozo, da AGU, defende Dilma

O ministro José Eduardo Cardozo, da AGU, tem 15 minutos para falar.

“Não existem crimes de responsabilidade”, volta a afirmar o advogado-geral da União. 

12/05/2016 – 05:47

Antonio Anastasia, relator do processo, discursa

O senador do PSDB tem 15 minutos para falar. Ele abre seu discurso definindo o caráter político e jurídico do processo de impeachment. 

Na semana passada, ele deu parecer favorável à admissibilidade do processo contra a petista. 

Anastasia dá parecer favorável ao impeachment; assista

12/05/2016 – 05:46

Fim da maratona de discursos

Depois do discurso de 71 senadores, Antonio Anastasia (PSDB-SP) tem 15 minutos para falar sobre parecer sobre impeachment de Dilma Rousseff. 

12/05/2016 – 05:44

Está quase acabando

Raimundo Lira (PMDB-PB) é o último senador a falar na sessão que analisa a abertura do impeachment de Dilma Rousseff. 

Lira é o presidente da comissão especial que analisou o processo contra Dilma na Casa. 

12/05/2016 – 04:40

Golpe soft

Humberto Costa (PT-PE) é o 64° senador a discursar. Ele voltou a dizer que o processo de impeachment de Dilma Rousseff é um golpe, mas um “golpe soft”.

“Isto é golpe. E vamos repetir isso até o final deste processo. É ilegal, imoral”, disse Costa. Ele também atacou Michel Temer e disse que o Palácio do Jaburu é um “balcão de feira” de cargos públicos. 

12/05/2016 – 03:57

Maratona

Já são quase 18 horas de sessão.

Entre os senadores que manifestaram seus votos, 41 se disseram a favor do afastamento da presidente Dilma Rousseff. Esse é o número mínimo de votos para quem o afastamento ocorra.

Apenas 18 senadores anunciaram voto contrário à continuidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff.

12/05/2016 – 03:35

Katia Abreu

Durante a noite, Katia Abreu usou sua conta no Twitter para atacar ex-apoiadores de Dilma. A ministra chamou ex-ministros que hoje defendem o impeachment da presidente de hipócritas.

12/05/2016 – 03:19

41 senadores já declararam voto favorável ao impeachment

Até o momento, 41 senadores declararam voto favorável à admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Isso significa que, se a votação estivesse valendo, o plenário da Casa já teria a maioria necessária para abertura do julgamento da petista e consequente afastamento do cargo. 

A expectativa é de que a decisão do Senado seja anunciada no início da manhã desta quinta-feira.

Ainda há 13 senadores na fila para discursar na tribuna do plenário.  

12/05/2016 – 01:59

51 senadores já falaram

36 declararam voto favorável ao impeachment

14 contra 

1 indefinido

12/05/2016 – 00:56

Lídice da Mata pede reforma política para o parlamentarismo

12/05/2016 – 00:33

Paulo Rocha (PT) se prepara para falar

12/05/2016 – 00:28

Dilma fará pronunciamento ao receber notificação

Caso seja afastada pelo Senado, Dilma promoverá cerimônia no Palácio do Planalto com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ministros, autoridades e aliados para assinar a notificação oficial.

A previsão é que o documento chegue ao Planalto por volta das 10 horas da manhã. Dilma pretende fazer um pronunciamento à imprensa e em seguida divulga vídeo nas redes sociais.

A informação é da Rádioagência Nacional, da EBC.

12/05/2016 – 00:21

João Capiberibe adianta a pauta

O senador do PSB-AP sobe agora à tribuna.

11/05/2016 – 23:56

José Serra: o único que não está sofrendo

De acordo com relato do serviço Broadcast Político do Estadão, o senador José Serra virou protagonista de piadas dos colegas de plenário. Motivo: ele é conhecido por ser notívago. Na sessão de terça, ele foi o primeiro senador a se voluntariar para falar durante a madrugada.

Até o momento, 42 parlamentares discursaram. 71 estão inscritos. Cada um deve falar por 15 minutos. Serra será o 63º a discursar. 

11/05/2016 – 23:05

Sugeri que Dilma pedisse desculpas, diz Collor

Collor afirma que fez de tudo para impedir impeachment de Dilma – mas o PT desconsiderou seus alertas e aprendizado …

11/05/2016 – 22:56

Collor sobe na tribuna para falar

O senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), que sofreu impeachment em 1992, tem 15 minutos para falar. 

“Chegamos ao ápice de todas as crises. Chegamos às ruínas de um governo”, afirma Collor citando obra de Ruy Barbosa. 

Senador usa parte considerável de seu discurso para falar sobre processo de 1992. “Todas as tragédias resumem-se a uma única tragédia: o transcorrer do tempo”, afirma. “O maior crime de responsabilidade está na irresponsabilidade pelo desleixo com a política”. 

 

 
 

11/05/2016 – 22:53

Collor é o próximo a falar

Neste momento, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) – que deixou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterio para votar – discursa no plenário.

O senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), que sofreu impeachment em 1992, é o próximo a falar. 

Dilma x Collor: em que o impeachment de hoje difere do de 92

11/05/2016 – 21:33

Manifestantes e PM entram em confronto em Brasília

Do lado de fora do Senado, houve confronto entre manifestantes e policiais que formam uma barreira para impedir o acesso ao Congresso Nacional.

Um grupo de mulheres marchou até a barreira, ficando bem próximo à polícia. Manifestantes jogaram rojões e outros objetos em direção aos policiais, que reagiram com gás de efeito moral, dispersando o grupo.

Veja a reportagem.

Mulheres e polícia entram em confronto no muro da Esplanada

11/05/2016 – 21:28

Fala agora Vanessa Grazziotin (PCdoB)

A senadora do Amazonas é uma das mais ativas na campanha contra o impeachment. 

Com ela, o placar está 25 x 7 pela admissibilidade do impeachment.

11/05/2016 – 20:51

Roberto Requião é o quinto senador contrário ao impeachment

Dos 28 senadores que se pronunciaram, só outros quatro abriram voto contra o impeachment como o peemedebista do Paraná.

Marcelo Crivela (PRB-RJ) é o próximo.

11/05/2016 – 20:08

Tristeza

11/05/2016 – 20:07

Chegada a vez de Álvaro Dias

Senador do PV paranaense é o 26º a falar.

Placar até o momento é de 21 x 4 para o “sim”.

11/05/2016 – 19:55

Senador Wilder Morais fala agora

Wilder Morais (PP-GO) toma a palavra. Dos 24 senadores que se pronunciaram até o momento, 20 declaram voto favorável à admissibilidade do pedido de impeachment de Dilma Rousseff.

11/05/2016 – 19:39

Aécio Neves (PSDB) fala agora no Senado

Principal nome da oposição chama de “histórica” a sessão. Ele dispõe de 15 minutos.

11/05/2016 – 19:28

Recomeça a sessão

Tem a palavra o senador Eduardo Amorim (PSC-SE).

Até agora, 18 declararam voto favorável à admissibilidade do pedido de impeachment e quatro contrários. Foram 22 dos 70 inscritos.

11/05/2016 – 19:18

Senadores estão de volta

Parlamentares tomam seus lugares para reiniciar discursos.

11/05/2016 – 19:07

#SeEuFosseADilma é Trending Topic no Twitter Brasil

Durante a pausa da sessão, usuários do Twitter fazem piada com hashtag #SeEuFosseADilma. Já são mais de 12 mil posts como os que seguem.

11/05/2016 – 18:17

Pausa para o lanche

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PDMB-AL), encerra o segundo bloco da sessão. 

Os senadores retornam às 19h.

11/05/2016 – 18:15

O que diz a imprensa estrangeira

11/05/2016 – 18:15

Placar

Até o momento, 21 dos 68 senadores incritos discursaram sobre o relatório que pede a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Dos 21, apenas três parlamentares se declararam contra o impedimento da petista.

11/05/2016 – 17:52

55% dos senadores que avaliam Dilma têm pendência na Justiça

11/05/2016 – 17:46

#TchauQueridaDay

A hashtag #TchauQueridaDay, criada por internautas pró-impeachment, aparece nos Trending Topics (assuntos mais comentados) do Twitter de todo o mundo. 

A hashtag já foi mencionada mais de 82 mil vezes. 

11/05/2016 – 17:44

Manifestantes pró-governo protestam em Brasília

11/05/2016 – 17:39

Dilma sai às 10 horas, Temer assume às 11 horas

Romero Jucá (PMDB-RR) disse a jornalistas que, caso seja aprovado o afastamento de Dilma Rousseff, ela será notificada amanhã, por volta das 10h. Uma hora depois, será a vez de Michel Temer receber a notificação sobre o novo cargo. 

11/05/2016 – 17:26

Ansiedade para o “sim”

Existem fatores que podem complicar a transição para um possível governo Temer.

Veja quais são eles, segundo 3 consultorias consultadas por EXAME.com.

A previsão de 3 consultorias para um eventual governo Temer

11/05/2016 – 17:21

Apoio parlamentar

Ao chegar ao Palácio do Jaburu, o deputado federal Roberto Freire (PPS-SP) informou que, uma vez que Câmara e Senado aprovem o processo de impeachment de Dilma, dificilmente os parlamentares não darão sustentação a um governo Temer.

11/05/2016 – 17:05

Saldo de votos

Até o momento, 17 dos 68 senadores incritos discursaram sobre o relatório que pede a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Dos 17, apenas dois parlamentares se declararam contra o impedimento da petista.

11/05/2016 – 16:50

Sessão não será encurtada

Parlamentares entraram com um requerimento para reduzir o tempo das falas de 15 minutos para 10 minutos.

Como não houve consenso entre os senadores, o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que a solicitação não será submetida a votação do Plenário.

11/05/2016 – 16:46

Dilma pegou livros e fotos dos netos

Apesar da agenda frenética, funcionários do Planalto dizem que o que tem trabalho mais neste final de governo são os trituradores de papel e os scanners de documentos.

Dilma chega ao Palácio do Planalto para acompanhar sessão

11/05/2016 – 16:35

Pronunciamento de Dilma deve ser feito por meio das redes

Dilma Rousseff gravou nesta quarta-feira seu pronuncionamento sobre a votação do impeachment. Na mensagem, ela voltará a dizer que é vítima de “golpe”.

Ainda não se sabe se Dilma fará pronunciamento em rádio e TV ou uma declaração à imprensa. A princípio, os vídeos serão veiculados nas redes sociais.

11/05/2016 – 16:30

Quase toda equipe de Dilma sai junto com ela

A poucas horas da decisão do Senado que pode afastar Dilma Rousseff, a equipe do governo decidiu que todos os ministros (com a exceção de Ricardo Leyser, de Esportes, e Alexandre Tombini, do Banco Central) devem deixar o cargo. 

Ministros acertam demissão após impeachment de Dilma

11/05/2016 – 16:18

Dedico meu voto para… (mais uma vez)

Apesar da tentativa dos senadores de não repetir os discursos intermináveis (pela família, pelo estado natal ou até mesmo por um torturador da ditadura militar) registrados na votação do impeachment na Câmara, Magno Malta (PR-ES) separou alguns minutinhos para falar de sua neta Ester, que ainda vai nascer.

“O legado que eu quero deixar para Ester é um Brasil que canta o Hino Nacional, é um Brasil de brasileiros que não roubam as suas riquezas”, disse. 

Ele não citou diretamente a ditadura militar, mas disse que sente falta de um “Brasil em que tínhamos OSPB [Organização Social e Política Brasileira] na escola, Estudos Sociais na escola e em que nós cantávamos o Hino Nacional antes de entrar, chova ou faça sol. É o Brasil onde nós éramos assaltados de um sentimento nativista e de amor por essa terra. Esse Brasil desapareceu”. 

11/05/2016 – 16:16

Dilma acompanha sessão no Palácio do Planalto

Por volta das 15h, a presidente Dilma Rousseff chegou ao Palácio do Planalto para acompanhar a sessão do Senado que vai decidir se admite ou não o seu processo de impeachment. 

Durante a manhã e o início da da tarde, a petista permaneceu na residência oficial da Presidência.

11/05/2016 – 15:54

Saldo de votos

Apenas 13 dos 68 senadores incritos discursaram sobre o relatório que pede a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Dos doze, apenas um parlamentar se declarou contra o impedimento da petista.

11/05/2016 – 15:35

Senadora pede apoio às ruas “contra o golpe”

11/05/2016 – 15:30

No Twitter, mais de 466 mil menções ao impeachment

Da meia-noite até as 15h desta quarta-feira, os termos relacionados à votação da admissibilidade do impeachment foram mencionados mais de 466 mil vezes. 

11/05/2016 – 15:18

Ex-petista declara voto sim ao impeachment

A quarta a discursar na sessão de hoje, a ex-petista fez críticas a gestão do governo e afirmou que está convencida do crime de Dilma.

“Estou convencida que há indícios mais do que suficientes dos crimes de responsabilidade cometidos pela Presidente da República que nos permitem o juízo jurídico. E aqui nos cabe também e primordialmente emitir um julgamento político”, afirmou. 

“Se de um lado temos uma grave e profunda crise política e econômica, é inegável que avança e cresce na população uma esperança. A esperança de poder virar a página e começarmos a recuperar o país. Os desafios não serão pequenos, nem tampouco fáceis, mas nosso compromisso com a nação brasileira e a responsabilidade com o bem-estar do povo brasileiro são tão grandes – ou maiores ainda”.

Marta encaminhou voto sim ao impeachment. 

11/05/2016 – 15:04

Uma a mais

A senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) deve voar para Brasília nesta tarde para a votação da admissibilidade do processo contra Dilma Rousseff. 

Na última sexta-feira, ela passou mal após, segundo a assessoria da parlamentar, ter um princípio de AVC. Rose, que aposta no afastamento da presidente, era apontada como uma das faltas da sessão de hoje. 

11/05/2016 – 14:51

Nas redes, PMDB é alvo de “vomitaço”

Durante a votação no Senado, internautas se mobilizaram para um “vomitaço” na página do PMDB no Facebook.

Na maior parte das publicações recentes do partido, eles deixaram um único comentário: a figurinha de vômito. 

11/05/2016 – 14:34

Veja a íntegra da decisão do ministro Teori Zavascki

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou ação liminar do governo que pedia a anulação do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Nesta terça-feira (10), por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), o governo entrou com o pedido no Supremo. 

Na ação, o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, acusava Eduardo Cunha de agir por vingança, já que ele acatou o pedido de impedimento contra a petista no mesmo dia em que o PT sinalizou que votaria pela cassação do mandato dele no Conselho de Ética da Câmara.

Veja a íntegra da decisão de Teori que rejeita a anulação do processo. 

Decisão do ministro Teori Zavascki by Valéria Bretas

https://www.scribd.com/embeds/312270991/content?start_page=1&view_mode=scroll&access_key=key-P92nAT6Oe4CeegCCot4L&show_recommendations=true

11/05/2016 – 14:30

“Cala boca definitivo”

Senadores voltaram ao plenário há pouco, com quase uma hora de atraso.

Ronaldo Caiado (DEM-GO) é o 6° senador a falar e começou seu discurso comentando a decisão do STF, que rejeitou o pedido de anulação do processo de impeachment. 

“É o cala boca definitivo. Uma decisão dizendo claramente ao advogado-geral da União ‘basta”, disse Caiado. 

11/05/2016 – 14:22

Se afastada, Dilma deve sair pela porta da frente

Se for afastada pelo Senado, a presidente Dilma Rousseff deve deixar o Palácio da Planalto pela porta principal junto com seus ministros e se encontrar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As informações são do jornal Folha de S. Paulo

Inicialmente, aliados de Dilma sugeriram que ela descesse a rampa do Planalto. A ideia não agradou Lula, que viu o ato como uma demonstração de “fim de governo”. 

11/05/2016 – 14:13

Sessão atrasa mais 40 minutos

A sessão que analisa a admissibilidade do pedido de impeachment de Dilma ainda não foi retomada. 

De acordo com Renan Calheiros, presidente da Casa, os senadores deveriam retornar ao plenário por volta das 13h30. 

Apenas cinco dos 68 parlamentares inscritos fizeram seus discursos. 

11/05/2016 – 13:49

O que diz Dilma sobre o processo de impeachment

Veja, nas imagens, quais são os argumentos contra o impeachment proferidos pela presidente desde o início do processo. 

11/05/2016 – 12:30

Chega a hora do almoço

O primeiro bloco da sessão acaba agora. Os senadores terão uma hora de almoço. 

11/05/2016 – 12:05

Romário não larga o número 11 nem no impeachment

Romário (PSB-RJ) será o 11° parlamentar a discursar hoje. De acordo com a coluna Radar de Veja, o gabinete do senador negociou para que o ex-jogador usasse o número 11 com o qual defendeu a Seleção Brasileira. 

11/05/2016 – 11:48

Três senadores devem faltar à sessão de hoje

Ainda é cedo pra saber quantos parlamentares votarão a admissibilidade do processo de impeachment de Dilma. Duas faltas já são confirmadas, a do senador Eduardo Braga (PMDB-AM), que está de licença e a de Pedro Chaves (PSC-MS), suplente de Delcídio do Amaral, que ainda não tomou posse. 

Outra ausência quase certa é a de Rose de Freitas (PMDB-ES).

Na última sexta-feira, ela passou mal e médicos identificaram uma ameaça de AVC. De acordo com a assessoria de imprensa da senadora, ela aguarda o resultado de exames para decidir se irá ou não para Brasília. 

11/05/2016 – 11:20

11/05/2016 – 11:16

Sem cerimônia de posse, Temer planeja reunião com “ao vivo”

Caso assuma interinamente a Presidência, Michel Temer não terá uma cerimônia de posse.

Para mostrar aos brasileiros o que planeja para o período, o peemedebista tem um plano inusitado: abrir a primeira reunião ministerial para jornalistas e permitir que ela seja transmitida ao vivo pela TV. As informações são do jornal O Globo

11/05/2016 – 11:07

1 hora depois… nem o 1° da lista conseguiu falar

Uma hora após a abertura da sessão no Senado, nenhum dos parlamentares inscritos começou a discursar.

Senadores petistas pedem questões de ordem a todo momento e tentam adiar a reunião de hoje. Até agora, Calheiros negou todas. 

11/05/2016 – 10:53

#TchauQueridaDay está no trending topics do Twitter

A votação que pode afastar Dilma Rousseff da Presidência está entre os assuntos mais comentados nesta manhã no Twitter e #TchauQueridaDay aparece nas primeiras posições do Trending Topics mundial. 

Memes também invadiram as redes sociais

11/05/2016 – 10:23

Tudo o que você precisa saber antes da votação

11/05/2016 – 10:11

Mesas e prateleiras de Dilma já estão limpas

O governo já está preparado para o possível afastamento de Dilma Rousseff. A mesa de Dilma Rousseff e as prateleiras de seu gabinetes estavam limpos dias antes do Senado se reunir para decidir a admissibilidade do processo de impeachment. 

11/05/2016 – 10:06

Antes de votação, Calheiros conversa com relator do processo

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), falou com o relator do processo contra Dilma o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), antes do início da sessão.

Anastasia terá 15 minutos para falar sobre seu parecerm aprovado na comissão especial na última semana. 

11/05/2016 – 10:02

Começa a sessão que irá decidir o futuro de Dilma

Renan Calheiros dá início à sessão que irá analisar a admissibilidade do processo contra a presidente Dilma Rousseff. Ele retoma as regras de hoje: 

– Cada um dos parlamentares inscritos terá 15 minutos para discutir e encaminhar o voto. 68 senadores se inscreveram;

– A sessão será divida em blocos: de 9h às 12h; das 13h às 18h e das 19h até o fim da votação;

– O microfone será desligado assim que os 15 minutos acabarem;

– Depois das falas, Antonio Anastasia (relator da comissão especial que analisou o processo) terá 15 minutos de fala.

– Em seguida, é a vez do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, defender Dilma por 15 minutos.

– A votaçaõ ocorre depois de todas as falas e será aberta no painel eletrônico. O resultado sai após alguns minutos.

11/05/2016 – 09:58

11/05/2016 – 09:57

Renan Calheiros já ocupou sua cadeira para presidir a sessão

Sessão começa com uma hora de atraso e deve durar, no mínimo, 17 horas. 

11/05/2016 – 09:53

Renan Calheiros defende parlamentarismo em dia de votação

Em entrevista coletiva, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) apontou as falhas do presidencialismo e disse ser “cada vez mais parlamentarista”.

Sobre Michel Temer, Calheiros disse que é necessário que o Congresso apoie para que ele consiga “reformas estruturantes”. 

11/05/2016 – 09:47

Financial Times cita “aparência gótica” de Michel Temer

Em publicação desta quarta-feira, o jornal britânico Financial Times traça um perfil de Michel Temer, que pode assumir interinamente a Presidência da República caso Dilma seja afastada.

Além de contar a trajetória política de Temer, a publicação lembra do apelido de “mordomo de filme de terror”, dado por Antônio Carlos Magalhães em 1999.

Sua aparência levemente gótica levou um rival a rotular-lhe de ‘mordomo do terror’

A publicação também lembra que, há poucos meses, Temer relutava em falar do impeachment da presidente e cita alguns dos desafios que ele poderá enfrentar nos próximos meses. 

11/05/2016 – 09:25

Em dia de votação, Dilma sai para caminhada

Dilma abandou a bicicleta na manhã desta quarta-feira e saiu para caminhar nos arredores do Palácio da Alvorada. 

11/05/2016 – 09:22

O Brasil que elegeu Dilma x o Brasil que quer impeachment

Em 2010, a economista Dilma Rousseff – apresentada como “mãe do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)” – sacramentou um momento histórico na política brasileira. Por 55 milhões de votos, a mineira foi eleita a primeira mulher presidente da República.

Seria difícil prever, porém, que meses depois de sua reeleição em 2014, quando mais de 54 milhões de brasileiros consagraram a ela mais uma vitória, Dilma registraria uma reprovação superior a do ex-presidente Fernando Collor de Mello, destituído do cargo em 1992.

Veja as principais mudanças no gráfico.

O Brasil que elegeu Dilma x o Brasil que quer impeachment

11/05/2016 – 09:22

Papa Francisco: “harmonia e paz” ao Brasil no dia de hoje

Na manhã desta quarta-feira, o Papa Francisco se manifestou pela primeira vez sobre a situação do Brasil. Em audiência no Vaticano, ele disse esperar que os brasileiros sigam “pelo caminho da harmonia e da paz” 

“Nestes dias em que nos preparamos para Pentecostes, peço ao Senhor para que o país, nestes momentos de dificuldade, siga pelo caminho da harmonia e da paz com a ajuda da oração e do diálogo”. 

11/05/2016 – 09:18

Veja a íntegra do parecer do relator na comissão especial

No documento de 126 páginas, o senador e relator da comissão especial que analisa o processo de impeachment, Antonio Anastasia (PSDB-MG), dá seu parecer favorável ao impedimento da presidente Dilma Rousseff. 

Veja a íntegra do relatório:

 

Relatório Antonio Anastasia by Rita Azevedo

https://www.scribd.com/embeds/311513853/content?start_page=1&view_mode=scroll&access_key=key-Z9gSVC7IlpZoqaYjCd9a&show_recommendations=true

11/05/2016 – 09:14

O que diz a acusação e a defesa sobre o processo

Veja os dois principais pontos da acusação contra Dilma e o que a defesa da presidente diz sobre eles.

11/05/2016 – 09:05

Veja a lista dos senadores inscritos para falar na sessão

Até às 8h desta quarta-feira (11), 68 parlamentares já estavam inscritos para se manifestar sobre o processo que pode afastar Dilma da presidência da República. Cada senador terá direito de falar por até 15 minutos. 

 

1. Senadora Ana Amélia

2. Senador José Medeiros

3. Senador Aloysio Nunes Ferreira

4. Senadora Marta Suplicy

5. Senador Ataídes Oliveira

6. Senador Ronaldo Caiado

7. Senador Zeze Perrella

8. Senadora Lúcia Vânia

9. Senador Magno Malta

10. Senador Ricardo Ferraço

11. Senador Romário

12. Senador Sérgio Petecão

13. Senador Telmário Mota

14. Senador Dário Berger

15. Senadora Simone Tebet

16. Senador Cristovam Buarque

17. Senadora Angela Portela

18. Senador José Maranhão

19. Senador José Agripino

20. Senador Jorge Viana

21. Senador Acir Gurgacz

22. Senadora Fátima Bezerra

23. Senador Eduardo Amorim

24. Senador Aécio Neves

25. Senador Wilder Morais

26. Senador Alvaro Dias 

27. Senador Waldemir Moka

28. Senador Roberto Requião

29. Senador Marcelo Crivella

30. Senador Randolfe Rodrigues

31. Senador Lasier Martins

32. Senadora Vanessa Grazziotin

33. Senador Reguffe

34. Senador Hélio José

35. Senador Cássio Cunha Lima

36. Senadora Regina Sousa

37. Senador Armando Monteiro

38. Senador Fernando Collor

39. Senador Fernando Bezerra Coelho

40. Senador Valdir Raupp

41. Senador Paulo Bauer

42. Senador Gladson Cameli

43. Senador Garibaldi Alves Filho

44. Senador Omar Aziz

45. Senador João Capiberibe

46. Senadora Lídice da Mata

47. Senador Antonio Carlos Valadares

48. Senador Otto Alencar

49. Senador Lindbergh Farias

50. Senador Paulo Rocha

51. Senadora Maria do Carmo Alves

52. Senador Tasso Jereissati

53. Senador Wellington Fagundes

54. Senadora Gleisi Hoffmann

55. Senador Flexa Ribeiro

56. Senador Paulo Paim

57. Senador Roberto Rocha

58. Senador Blairo Maggi

59. Senador Donizeti Nogueira

60. Senador José Pimentel

61. Senador Dalirio Beber

62. Senador Walter Pinheiro

63. Senador José Serra

64. Senador Humberto Costa

65. Senador Davi Alcolumbre

66. Senador Ciro Nogueira

67. Senador Ivo Cassol

68. Senador Benedito de Lira

11/05/2016 – 09:03

As regras de hoje

– A sessão é aberta se 41 dos 81 senadores estiverem presentes;

– Cada um dos parlamentares inscritos terá 15 minutos para discutir e encaminhar o voto. 68 senadores se inscreveram;

– A sessão será divida em blocos: de 9h às 12h; das 13h às 18h e das 19h até o fim da votação;

– O microfone será desligado assim que os 15 minutos acabarem;

– Depois das falas, Antonio Anastasia (relator da comissão especial que analisou o processo) terá 15 minutos de fala.

– Em seguida, é a vez do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, defender Dilma por 15 minutos.

– A votaçaõ ocorre depois de todas as falas e será aberta no painel eletrônico. O resultado sai após alguns minutos.