Rio libera venda de cerveja em jogos nos estádios de futebol

A venda, proibida desde 2008, permite agora que a cerveja seja consumida em todos os setores dos estádios em copos ou garrafas plásticas

Rio de Janeiro – A lei que libera a venda e o consumo de cerveja em estádios de futebol do Estado do Rio de Janeiro foi sancionada hoje (19), pelo governador Luiz Fernando Pezão.

O projeto de lei foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) no dia 23 de setembro último, em discussão única.

A venda, proibida desde 2008, permite agora que a cerveja seja consumida em todos os setores dos estádios em copos ou garrafas plásticas. A lei determina ainda que a venda será autorizada desde a abertura dos portões dos estádios até o final do jogo.

De acordo com o secretário da Casa Civil, Leonardo Espíndola, a lei vem ao encontro do esforço do estado de preservar empregos, dinamizando a economia.

“A venda de cerveja não atrapalha em nada a realização dos jogos de futebol e pode até ajudar os clubes a aumentar a receita e o faturamento”, disse Espíndola.

Durante a Copa do Mundo de 2014, a venda de cerveja nos estádios onde eram disputados os jogos foi liberada como parte do acordo do governo com a Fifa para que o Brasil sediasse o evento.

A liberação fez parte da Lei Geral da Copa, aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff.

No Rio, a venda foi permitida nos jogos disputados no Maracanã, onde foi disputada a partida final, em que a Alemanha venceu a Argentina por 1 a 0.