Reprovação a Temer sobe e maioria quer renúncia, diz Datafolha

65% veem o presidente como falso, 58% como desonesto e 75% como defensor dos mais ricos; números ainda não captam "efeito Odebrecht"

São Paulo – A reprovação ao governo de Michel Temer disparou, de acordo com números divulgados hoje pelo Datafolha.

A proporção dos brasileiros que consideram a sua gestão ruim ou péssima foi de 31% em julho para 51% em dezembro.

O índice de bom caiu de 14% para 10% e o de regular foi de 42% para 34%.

40% da população diz que a gestão do peemedebista é pior do que a anterior, enquanto 34% acham igual e 21% a consideram melhor.

63% defendem que o presidente renuncie ainda esse ano para que seja possível realizar eleições diretas, como prevê a Constituição. Se ele sair no ano que vem, o Congresso escolhe o seu sucessor.

27% são contra, 6% são indiferentes e 3% não souberam opinar.

65% dos entrevistados veem o presidente Michel Temer como falso, 63% como muito inteligente, 58% como desonesto e 75% como defensor dos mais ricos.

A pesquisa foi feita com 2.828 pessoas nos dias 7 e 8 deste mês e ainda não capta o efeito das delações da Odebrecht que mencionam o presidente.

Os resultados podem estar relacionados a mais uma rodada de desilusão sobre a expectativa de retomada econômica.

65% dizem que a situação econômica do país piorou nos últimos meses, enquanto 25% acham que ficou como estava e 9% veem melhora.

41% acham que a economia se deteriorará, 27%, que não vai se alterar e apenas 28% apostam em melhora.

66% apostam em aumento da inflação, na contramão das expectativas dos economistas. A pesquisa também mostra que a saúde superou a corrupção na lista dos maiores problemas do país.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Helcio Batista da Silva

    Se o voto não fosse obrigatório, nenhuma pessoa de bem compareceria nas urnas mas somos obrigados a votar e acabamos elegendo esse lixo que ocupa o poder.

  2. Pesquisa mentirosa! Sai fora Globo petista! Até parece que um estrago de décadas do PT será resolvido em apenas 5 meses. Serão necessários pelo menos 3 anos de Temer ajustando a economia.

  3. Renato Bertoldo

    Acho que a equipe econômica do atual presidente ajudou bastante a economia. Considero regular, pelo menos melhor que a administração anterior que não controlou os gastos.

  4. Paulo Oliveira

    O presidente tinha tudo para ficar na história desse país e até mesmo continuar depois de 2018, mas prefere governar para si e seus amigos de política, ainda há tempo presidente, faça algo pelo povo, chute o pau da barraca dos seus chegados e caia nos braços do povo, entre para a história, a vida é curta, vamos embora e os cupinchas ficam.