Reforma não atendeu necessidade da base, diz Mendonça Filho

Apenas 223 deputados compareceram à sessão, quando era preciso um mínimo de 257. Muitos governistas se ausentaram

Brasília – O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), responsabilizou o governo pelo esvaziamento da sessão do Congresso no final da manhã desta quarta-feira, 7.

Apenas 223 deputados compareceram à sessão, quando era preciso um mínimo de 257. Muitos governistas se ausentaram.

O esvaziamento da sessão foi articulado entre parlamentares da oposição, da base aliada e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

“O governo demonstra que a reforma ministerial não atendeu a necessidade da base. Menos de uma semana depois da realização do anúncio da reforma e poucos dias depois da posse dos novos ministros. O governo não tem força nem sequer para assegurar o quórum mínimo”, afirmou Mendonça Filho.

“Para mim, é uma situação vexatória, uma coisa impressionante como o governo permanece num impasse político”, afirmou.