Protesto de servidores já dura 4h e se espalha pelo centro do Rio

A manifestação, que começou por volta das 13 horas de hoje (6), em frente à Alerj, gera confrontos incessantes entre os ativistas e a tropa de choque

Protesto de servidores contra a votação do pacote fiscal do governo de estado do Rio de Janeiro já passa de quatro horas e se espalha pelo centro do Rio.

A manifestação, que começou por volta das 13 horas de hoje (6), em frente à Assembleia Legistiva do Rio de Janeiro (Alerj), gera confrontos incessantes entre os ativistas e policiais da tropa de choque da Polícia Militar.

A maior parte dos manifestantes é formada por policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários, além de outras categorias.

Parte dos manifestantes correu em direção à Avenida Rio Branco, a principal do centro da cidade, e ateou fogo no meio da rua, paralisando o trânsito, inclusive do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

A situação está, até o momento, fora de controle, pois os policiais do Batalhão de Choque da PM não são suficientes para controlar os manifestantes que jogam rojões, foguetes e pedras contra os militares, que respondem com bombas de gás, de efeito moral e com tiros balas de borracha.

A maior parte do comércio na região fechou as portas, com medo de invasões e depredações.

No interior da Alerj, deputados discutem a votação do pacote de medidas fiscais do governo.