Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

Procuradoria pede inquérito urgente contra milícias no Rio

A abertura foi requerida a partir de notícias de que grupos de milicianos têm cobrado taxas para permitir que candidatos façam campanha e divulguem materiais

São Paulo – A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio pediu à Polícia Federal que abra, com urgência, um inquérito para investigar as suspeitas de intervenção de milícias nas eleições em quatro cidades – Duque de Caxias, Magé, Nova Iguaçu e Seropédica.

No ofício, a Procuradoria da República pede que os episódios sejam investigados “independente de quaisquer investigações” da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio.

A abertura urgente do inquérito foi requerida pelo procurador regional eleitoral Sidney Madruga a partir de recentes notícias na imprensa de que grupos de milicianos têm cobrado taxas para permitir que candidatos façam campanha e divulguem materiais em áreas da zona oeste carioca e cidades do Grande Rio.

O jornal “O Globo” revelou que candidatos teriam que pagar de R$ 15 mil a R$ 120 mil, de acordo com a densidade eleitoral local, para ter o direito de fazer campanha com exclusividade em territórios dominados por esses grupos.