Presidente da ANA defende investimento em redundância

"É preciso quebrar o tabu de que a redundância é cara, porque ela é fundamental para a segurança hídrica em períodos de incerteza", disse presidente da agência

Brasília – O diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu, disse na tarde desta quarta-feira, 20, que a escassez de água na região metropolitana de São Paulo poderia ser melhor enfrentada se houvesse investimento na redundância de reservatórios.

“É preciso quebrar o tabu de que a redundância é cara, porque ela é fundamental para a segurança hídrica em períodos de incerteza”, afirmou.

Segundo ele, os problemas enfrentados hoje pela população de São Paulo podem se repetir nos próximos anos.

“Se tomássemos os cuidados que outras cidades do mundo tomam, teríamos segurança para passar, não só 2014, como os anos à frente, que também são incertos”, completou.

As afirmações foram feitas durante lançamento do Programa Nacional de Segurança Hídrica (PNSH), que tem o objetivo de garantir a oferta do líquido para uso humano e para as atividades produtivas, além de reduzir os riscos associados a eventos climáticos, como secas e cheias.