Porta-voz de Temer oficializa agenda em viagem pela Ásia

"Para o presidente, a diplomacia presidencial é uma importante ferramenta de promoção de valores e dos interesses do Brasil no mundo", afirma o porta-voz

Brasília – O porta-voz oficial do presidente Michel Temer, Alexandre Parola, fez um briefing da viagem presidencial à Ásia, destacando que sentido da visita do presidente “é dar dimensão tangível a uma diplomacia aberta para o mundo” e que o objetivo do governo é atrair mais investimentos e aprimorar o comércio internacional.

“Para o presidente Michel Temer, a diplomacia presidencial é uma importante ferramenta de promoção de valores e dos interesses do Brasil no mundo. O presidente entende que a recuperação da economia brasileira passa, necessariamente, por mais investimentos e mais comércio exterior”, afirmou o porta-voz.

Inicialmente previsto para acontecer amanhã, o embarque foi confirmado apenas para a madrugada de sexta-feira, dia 14. De acordo com o cronograma apresentado oficialmente pelo governo, a viagem compreenderá em três momentos.

Em primeiro lugar, o presidente participa em Goa, na Índia, nos dias 15 e 16 da oitava cúpula dos Brics. Em seguida, realiza também em Goa, no dia 17, uma visita oficial de caráter bilateral. No dia 18, o presidente chega a Tóquio.

Será a segunda visita do presidente à Ásia desde o início do seu governo, já que assim que assumiu a presidência Temer, no dia 31 de agosto, embarcou para a China, no encontro do G-20. De acordo com o briefing do porta-voz, o Brasil tem interesses amplos na Ásia “que precisam ser defendidos e promovidos de forma abrangente e concreta”.

“Em Goa, durante a cúpula do Brics, o presidente Michel Temer terá a oportunidade de mostrar aos interlocutores o novo Brasil que estamos construindo, com renovadas oportunidades de investimentos e recuperação da credibilidade, estabilidade econômica e responsabilidade fiscal”, destacou.

Segundo o briefing do governo, durante a cúpula dos Brics serão assinados acordos de cooperação alfandegária, agrícola e cooperação ambiental.

Temer participará também de reunião dos Brics com líderes de outros países que inclui Bangladesh, Butão, Myanmar, Nepal, Sri Lanka e Tailândia.

Depois da reunião dos Brics, Temer dará início a sua visita de caráter bilateral na Índia. “Será o momento de relançar nossa parceria estratégica com aquele pais e de reforçar nossa presença na Ásia”, disse o porta-voz.

“Hoje, a Índia ostenta elevado índice crescimento econômico. No momento em que o Brasil busca voltar aos trilhos com crescimento sustentável e expansão do emprego, a índia é um parceiro natural. Os marcos concretos desta parceria serão discutidos com o primeiro-ministro indiano”, informou. Ainda na Índia, Temer e o primeiro-ministro se reunirão com empresários.

Na terceira etapa da viagem, Temer vai ao Japão para a “primeira visita de um chefe de estado brasileiro em 11 anos”.

“No dia 19, o presidente Michel Temer será recebido por sua majestade, o imperador. Terá ainda um encontro de trabalho com o primeiro-ministro japonês e se reunirá com grupo expressivo de empresários a quem serão apresentados a nova realidade brasileira e as oportunidades abertas pelo plano de parcerias e investimentos”, destacou o porta-voz. O presidente retorna para o Brasil na manhã do dia 20.