Policiais são suspeitos de acobertar casas de jogos de azar

Os policiais receberiam propina para acobertar a atividade ilegal de casas de jogos de azar; cerca de 20 mandados de prisão foram autorizados pela Justiça

São Paulo – A Secretaria da Segurança Pública (SSP) e o Ministério Público Estadual (MPE-SP) realizam nesta quarta-feira, 5, uma operação conjunta para prender policiais civis e militares suspeitos de corrupção.

A ação é coordenada pelas Corregedorias das Polícias Militar e Civil, da SSP, e pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) da capital, do MPE-SP.

Segundo as investigações, policiais civis e militares receberiam propina para acobertar a atividade ilegal de casas de jogos de azar.

Cerca de 20 mandados de prisão foram autorizados pela Justiça.

Os suspeitos presos na Operação Jericó serão mandados à sede do MPE, no centro da capital, onde devem ser ouvidos.

O balanço da ação será divulgado pela SSP às 16h30.