Polícia Rodoviária Federal suspende serviços por falta de verba

PRF anunciou suspensão imediata dos resgates aéreos e desativação de algumas unidades

São Paulo – A Polícia Rodoviária Federal divulgou um comunicado informando a suspensão de vários serviços por falta de orçamento.

A PRF atribui o corte ao “contingenciamento orçamentário imposto pelo Decreto 9.018/17, de 30 de março de 2017”.

A PRF alega que a programação impõe limites para compra de combustível, manutenção e pagamento de diárias.

Veja os serviços que foram cortados:

  • Suspensão, a partir do dia 06 de julho, dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais;
  • Suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo) desempenhadas pela instituição;
  • Redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento;
  • Desativamento de unidades operacionais.

O horário de funcionamento das unidades administrativas também será alterado, com priorização de atendimento ao público no período entre 9h e 13h.

Cada superintendência regional da PRF divulgará os novos horários de funcionamento e atendimento.

“Buscaremos diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais, priorizando atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos”, afirmou a PRF em nota.

A polícia também afirmou que está em negociações com o ministério do Planejamento para normalizar a situação.