Polícia Civil desmente onda de sequestro de crianças em São Paulo

Segundo a polícia, relatos de sequestros de crianças em São Paulo, que circulam nas redes, são boatos

São Paulo – A Polícia Civil de São Paulo afirmou nesta sexta-feira, 16, que os relatos sobre sequestros de crianças que circulam nas redes sociais nas últimas semanas são uma onda de boatos.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo apurou, nenhum caso de sequestro foi registrado nas delegacias da capital paulista ou da região metropolitana.

A Delegacia Antissequestro (DAS), subordinada ao Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), registrou apenas uma tentativa ocorrida no Ipiranga, na zona sul de São Paulo, há cerca de 20 dias, que chegou a ser divulgada no Facebook oficial da própria Polícia Civil.

Entre os relatos apontados como boato pela polícia está um que teria acontecido nesta quinta-feira, 15, em frente ao Colégio Santa Luzia, em Pinheiros, na zona oeste.

Os investigadores também negam que tenha havido três casos há 15 dias em Americanópolis, na zona sul, e uma tentativa de sequestro nesta semana em Guaianases, na zona leste.

Sobre um vídeo que circula no WhatsApp em que uma criança é levada por um motociclista, a polícia declarou que não foi comprovado que o caso tenha acontecido em São Paulo.

A delegada Elisabete Sato, diretora do DHPP, informou ainda que não há nenhum caso de sequestro de criança em investigação e que, se alguma mãe ou pai tiver o filho vítima do crime, é necessário registrar a ocorrência.

“Tem que informar à Polícia Civil por meio de um boletim de ocorrência ou na Polícia Militar ligando no número 190.”