PMDB começa a definir nomes para lideranças no Congresso

Segundo peemedebistas envolvidos nas articulações, Baleia Rossi já conseguiu construir consenso na bancada para substituir Leonardo Picciani

Luiz Felipe Baleia Rossi (PMDB-SP) é o nome mais cotado na Câmara para assumir a liderança do partido do presidente da República interino Michel Temer.

Segundo peemedebistas envolvidos nas articulações das mudanças no Congresso provocadas pela chegada do novo governo, Baleia Rossi já conseguiu construir consenso na bancada para substituir Leonardo Picciani (RJ), empossado como ministro do Esporte.

No primeiro mandato, Rossi conquistou mais de 208,3 mil votos nas últimas eleições, sendo o mais votado do PMDB no estado.

O parlamentar formado em direito já foi deputado estadual e vereador de Ribeirão Preto aos 20 anos, reeleito duas vezes.

Nas mãos de Temer está agora a decisão sobre o líder do governo na Casa. Na corrida pela vaga, que só deve ser anunciada na próxima semana, André Moura (PSC-SE) é um dos candidatos, mas a aposta mais forte recai sobre o nome de Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Para esta vaga, não há uma disputa, depende apenas de uma decisão do presidente da República.

Com o afastamento da presidente Dilma Rousseff e a ascensão do novo comando do país, os próximos dias devem ser marcados ainda por mudanças das lideranças dos blocos da maioria e minoria nas duas Casas Legislativas.

No Senado, ainda pairam dúvidas. A aposta de peemedebistas é de que Eunício Oliveira (PMDB-CE), próximo de Temer, e atual líder do partido na Casa, continue nesta função, com vistas a substituir Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência da Casa a partir de fevereiro de 2017.

Resta um nome para ocupar a liderança do governo no Senado e outro para a liderança do governo no Congresso. Um dos nomes fortes é o do senador Valdir Raupp (RO).

A avaliação entre os peemedebistas ouvidos pela Agência Brasil é que as conversas, e uma definição para estes postos, estarão entre as prioridades da próxima semana, tendo em vista, a articulação urgente que deverá ser feita para que o Congresso aprove novas medidas de resgate da economia brasileira.