Petroleiros em Minas Gerais suspendem greve

Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais informou que trabalhadores votaram a favor de suspensão da paralisação e manutenção do estado de greve

O sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais (Sindipetro-MG) informou que, em assembleia hoje (18), os trabalhadores da Refinaria Gabriel Passos (Regap) e da Termelétrica Aureliano Chaves votaram a favor do indicativo da Federação Única dos Petroleiros (FUP) de suspensão da paralisação e manutenção do estado de greve.

Eles aceitaram também a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2015 e a proposta da Petrobras de negociar a Pauta pelo Brasil, composta de 13 itens, que foi encaminhada à empresa pela FUP.

No Espírito Santo, os petroleiros vão fazer duas assembleias amanhã (19), uma pela manhã, às 8h30, em Anchieta, no sul do estado e outra à tarde, às 15h, em Vitória. Na sexta-feira (20), haverá uma terceira assembleia no norte do estado.

Para o coordenador geral do Sindipetro-ES, Paulo Rony Viana dos Santos, dependendo do número de participantes, que ele estimou em 200 petroleiros, a assembleia da tarde pode ser decisiva para o encaminhamento do movimento. Se os trabalhadores aceitarem o indicativo da FUP haverá a suspensão da greve.

“A que vai ter de manhã [assembleia], provavelmente a gente vai conseguir aprovar o indicativo [da FUP], mas a da tarde, que é grande, está meio a meio. A última, que é no norte, tende a seguir a decisão desta grande de amanhã”, disse o sindicalista.