Petrobras admite que balanço pode levar a perdas e revisões

Nota foi após um matéria publicada no jornal O Globo de hoje, informando que a empresa poderá relatar perdas de R$ 10 bilhões relacionadas a casos de corrupção

Rio de Janeiro – A Petrobras  divulgou hoje (23)  nota de “esclarecimento” admitindo que análises nos números do balanço do terceiro trimestre de 2014, necessárias para o fechamento e divulgação das demonstrações contábeis do período, “poderão resultar no reconhecimento de perdas e consequente revisão do ativo imobilizado a serem refletidas nos resultados do referido balanço”.

A nota foi divulgada por causa de matéria publicada no jornal O Globo de hoje, informando que, na divulgação do balanço do terceiro trimestre, prevista para a próxima segunda-feira (26), a empresa poderá relatar perdas de R$ 10 bilhões relacionadas a casos de corrupção.

De acordo com a matéria, a redução de investimentos decorrentes das dificuldades de captações de recursos no mercado externo levarão a cortes de 30% nos investimentos de aproximadamente US$ 44 bilhões, conforme o Plano de Negócios 2014-2018.

“A companhia reitera que está revisando o planejamento para 2015, implementando uma série de ações voltadas para preservação do caixa, de forma a viabilizar investimentos sem a necessidade de efetuar novas captações. Tais medidas incluem a antecipação de recebíveis, redução do ritmo dos investimentos em projetos, revisão de estratégias de preços de produtos e redução de custos operacionais em atividades ainda não alcançadas pelos programas estruturantes”, informa a nota.  

Sem negar as informações e os valores citados na matéria, a Petrobras conclui a nota afirmando que “o valor do referido ajuste, assim como o percentual de corte nos investimentos [constantes da matéria] ainda estão sendo analisados. Portanto, a Petrobras não confirma os valores citados na matéria”.