A pedido de Lula, Temer fará encontro com lideranças do PMDB

Temer reconheceu publicamente o agravamento da crise política e disse que o País precisa de "alguém que tenha a capacidade de reunificar a todos"

Brasília – A pedido do ex-presidente Lula, o vice-presidente da República e articulador político do governo, Michel Temer (PMDB), convocou encontro para esta quarta-feira, 12, com lideranças do PMDB em Brasília.

A reunião para se discutir a atual conjuntura está prevista para ocorrer no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente.

Na última semana, Temer reconheceu publicamente o agravamento da crise política e disse que o País precisa de “alguém que tenha a capacidade de reunificar a todos”.

As declarações do peemedebista chegaram a ser compreendidas por setores da cúpula do governo e do próprio PMDB com uma colocação de que ele poderia ser uma “alternativa de poder” neste momento do acirramento da crise política e econômica.

Segundo apurou o jornal O Estado de S.Paulo, a convocação de Temer para o encontro com Lula começou a ser feita a um pequeno grupo do PMDB no jantar de segunda-feira, 10, promovido pela presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Alvorada.

O evento contou com a participação de 43 senadores da base e 21 ministros e serviu para a petista fazer novos apelos para que os parlamentares não deixem avançar no Congresso a chamada “pauta-bomba”, composta por propostas com impacto ao Orçamento da União.

Na ocasião, Dilma sinalizou que vai encampar o pacote de projetos apresentado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para reerguer a economia.

Para o Palácio do Planalto, a pauta é a chance que o Executivo tem para montar uma “agenda positiva” e tentar desviar o foco das ameaças de impeachment. Um novo encontro de Dilma com lideranças da base do Senado para discutir alguns itens do pacote pode ocorrer nesta quinta-feira.

Estratégia

A intensificação das reuniões com integrantes da base aliada intercalada com a criação de agendas positivas faz parte da estratégia traçada por Lula e Dilma nestes dias que antecedem as manifestações do próximo dia 16.

Antes de promover o jantar de ontem, Dilma esteve em São Luís (MA) onde participou de evento de entrega de unidades do Programa Minha Casa Minha Vida.

Na véspera da reunião com lideranças do PMDB, Lula deve participar, hoje, em Brasília da abertura da 5ª Marcha das Margaridas. Embora o tema do evento seja “desenvolvimento sustentável”, ele deverá servir de palanque para o petista ressaltar ações do governo na área social e até alfinetar os opositores.

A previsão é que Dilma participe da marcha no segundo dia, quarta-feira, 12, e que Lula volte à capital federal na sexta-feira, 14, para encontro em que serão debatidas questões da educação.