ONU diz que PEC do Teto colocará em risco uma geração inteira

"O principal e inevitável efeito desta proposta de emenda à Constituição (...) prejudicará os pobres durante décadas", afirmou a Organização

Genebra – O relator especial da ONU sobre a extrema pobreza e os direitos humanos, Philip Alston, advertiu nesta sexta-feira que os planos do governo do Brasil de limitar durante 20 anos os gastos sociais “são totalmente incompatíveis” com as obrigações do país em relação aos direitos humanos.

O senado deve votar em 13 de dezembro uma emenda à Constituição, conhecida como PEC 55, que limitaria durante 20 anos o crescimento da despesa federal com relação à taxa de inflação do ano anterior.

“O principal e inevitável efeito desta proposta de emenda à Constituição (…) prejudicará os pobres durante décadas”, afirmou Alston em comunicado.

“Se for adotada, esta emenda bloqueará despesas em níveis inadequados e rapidamente decrescentes em saúde, educação e seguridade social e colocará em risco uma geração inteira de receber uma proteção social abaixo dos padrões atuais”, advertiu.

Na opinião do relator especial, “é completamente inadequado congelar só a despesa social e atar os mãos de todos os futuros governos durante outras duas décadas”.

Neste sentido sustentou que, se a emenda for aprovada, o Brasil entrará em um “retrocesso social”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Danilo Tomarevski De Almeida Campos

    Fácil ela dizer isso, não é ela que vai pagar a conta!!! Onu, faz um favor, dia 1/1/2017 te espero aqui para me ajudar a pagar, iptu, ipva e demais impostos que já me tomam 1/4 do meu ano ai eu te ajudo a divulgar uma barbaridade dessa.
    Tenho um filho pequeno, vou fazer o seguinte, vou dar uma vida de rei para ele, gastando mais do que ganho…fod.-se o teto da meta do meu salário.

  2. EDUARDOTEIXEIRA KULL

    Realmente, vai prejudicar muita gente, mas é bom que se dê nomes aos bois e aos seus erros. Primeiro, todos nós somos limitados ao que ganhamos, portanto, POR QUE ISSO TEM QUE SER DIFERENTE COM GOVERNOS? Segundo, se estamos assim agora, é, em boa medida culpa dos governos populistas que tivemos nos últimos anos, mas não só deles, mas dos políticos canalhas que gastaram o que não tinham, mirando no “exemplo” do governo central. Agora, todos nós vamos sofrer, sim, e por muitos anos, mas ainda agora, o governo não está fazendo tudo o que deve, diminuindo despesas e mirando em cada centavo gasto e fazendo o mesmo render o máximo. Temos ainda a Justiça voluntariosa que, por exemplo, já tenta barrar venda de fatias da Petrobras, algo que diminuiria a pressão para o governo enfiar mais dinheiro na empresa.

  3. Angel g.g.junior

    É Matemática Pura ! O Trabalhador vai trabalhar mais e vai ganhar menos,Vai envelhecer mais Rápido e morre antes de se Aposentar ! O Patrão fica mais Rico e o Trabalhador mais Pobre e sobra mais Dinheiro para os Politicos roubarem,menos Aposentadorias serão Pagas,Muita Maldade desse Maldito Governo.

  4. Gilberto Siqueiramelo

    ascoisas so acontecem se a gente permitir nao tem governo que mande se o povo nao quizer