Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

ONU condena anulação de julgamento sobre Carandiru

Para porta-voz, anulação da sentença de um dos casos mais sérios de violações de direitos humanos no Brasil manda mensagem preocupante de impunidade

Genebra - A <a href="http://www.exame.com.br/topicos/onu"><strong>ONU </strong></a>criticou nesta sexta-feira a decisão do Tribunal de Justiça de <a href="http://www.exame.com.br/topicos/sao-paulo"><strong>São Paulo</strong></a> (TJ-SP) de anular o julgamento de 74 <a href="http://www.exame.com.br/topicos/policiais"><strong>policiais </strong></a>pelo massacre ocorrido em 1992 no complexo penitenciário do <a href="http://www.exame.com.br/topicos/massacre-do-carandiru"><strong>Carandiru</strong></a>, no qual mais de cem detentos foram mortos.</p>

“Deploramos a decisão de uma corte no dia 27 de setembro de anular a condenação contra os 74 policiais militares envolvidos no massacre do Carandiru”, disse Cécile Pouilly, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos.

“Ainda que o MP tenha anunciado que vai recorrer da decisão, a anulação da sentença do que é considerado um dos casos mais sérios de violações de direitos humanos no Brasil manda uma mensagem preocupante de impunidade”, sustentou a porta-voz da seção de direitos humanos da ONU.

O Tribunal de Justiça de São Paulo anulou todo o processo que tinha culminado na condenação dos 74 acusados, com o argumento de que durante o julgamento não tinham sido determinadas responsabilidades individuais.

Diante dissp, a ONU pediu que as autoridades garantam que os culpados dos crimes sejam julgados e punidos.

“Também é preciso garantir o direito das vítimas e suas famílias que esperaram por justiça durante os últimos 24 anos”, afirmou Pouilly.