Novos ônibus são queimados em BH e pessoas são presas

Com os novos episódios, chega a 12 o número de veículos queimados desde domingo (12)

Após novos ônibus terem sido queimados na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) conseguiu deter 15 envolvidos nas ações.

Os novos episódios ocorreram na noite de ontem (14), em Contagem, e nesta madrugada (15), na capital.

Em Contagem, o crime ocorreu por volta de 21h. Duas pessoas foram detidas e quatro menores apreendidos. Já em Belo Horizonte, o ônibus incendiado transitava pelo bairro Castanheiras, na região do Barreiro.

A PM deteve nove suspeitos, entre eles seis adolescentes. Também foi apreendido um bilhete manuscrito no qual os envolvidos justificavam a ação como resposta ao tratamento dado aos internos do presídio de São Joaquim de Bicas II.

Com os novos episódios, chega a 12 o número de veículos queimados desde domingo (12). Um jovem de 21 anos, morador de Sarzedo (MG) foi preso ontem (14) suspeito de ter articulado cinco dos incêndios, entre a noite de segunda-feira (13) e a madrugada de terça-feira (14).

Nos veículos, foram encontrados papéis com os dizeres: “O motivo de estarmos colocando fogo nos ônibus é pelas covardias que estão sendo feitas com os irmãos de Sarzedo. Estamos fechados com todas as comunidades.”

A Polícia Civil de Minas Gerais informou, em nota, que está investigando se há relação entre as ações e os autores.

“Ao mesmo tempo, as investigações seguem linhas para traçar quem financia as ações, intensificando o desmonte de organizações ligadas ao tráfico, através de prisões já realizadas e grandes apreensões de drogas”, diz o texto.