São Paulo – Os vereadores da Câmara Municipal de São Roque (SP) instauraram uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar as ações do Instituto Royal no município.

Hoje (22) ocorreu a primeira reunião da comissão. A comissão é presidida pelo vereador Marcos Augusto Issa Henriques de Araújo, com relatoria do vereador Flávio Andrade de Brito e vice-presidência de Adenilson Correia.

Na madrugada de sexta-feira (18), manifestantes invadiram o instituto e levaram animais usados em pesquisas laboratoriais. Eles acusam o Royal de praticarem maus-tratos às cobaias, como beagles e ratos.

Em sua primeira reunião, a comissão decidiu encaminhar ofícios aos órgãos públicos competentes para solicitar cópias de licenças, alvarás e de outros documentos necessários para o funcionamento do Instituto Royal.

Também será enviado um requerimento ao Departamento de Planejamento da prefeitura solicitando informações sobre a adequação do local. A comissão também pretende convocar servidores públicos e ex-funcionários do instituto para prestar esclarecimentos.

Os trabalhos da comissão terão o prazo de 90 dias para serem concluídos, podendo ser prorrogado. Os encontros serão feitos sempre às quartas-feiras.

Também hoje (22) foi criada uma comissão externa na Câmara dos Deputados para investigar o instituto. A comissão será coordenada pelo deputado federal Delegado Protógenes (PCdoB/SP), com relatoria do deputado Ricardo Izar (PSD/SP).

A comissão pretende investigar os prejuízos decorrentes da invasão ao instituto e apurar se a empresa maltratava os animais.

Tópicos: Animais, Câmaras municipais, Fiscalização