Aguarde...

Prefeitura | 20/03/2013 08:22

Servidor exigia R$ 10 mil para regularizar imóvel em SP

O funcionário Eduardo Tadayoshi Kawai é o terceiro servidor municipal preso por corrupção somente neste mês

Divulgação/Imovelweb

Edifício de apartamentos em São Paulo

O funcionário trabalhava no Departamento de Aprovação de Edificações (Aprov), onde atuava Hussain Aref Saab, que foi acusado no ano passado de acumular 125 imóveis com dinheiro de propina

São Paulo - Um engenheiro civil da Prefeitura de São Paulo é acusado de extorquir R$ 10 mil para facilitar a regularização de um imóvel. O funcionário Eduardo Tadayoshi Kawai é o terceiro servidor municipal preso por corrupção somente neste mês.

O funcionário trabalhava no Departamento de Aprovação de Edificações (Aprov), onde atuava Hussain Aref Saab, que foi acusado no ano passado de acumular 125 imóveis com dinheiro de propina. A vítima entrou em contato com o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), afirmando que Kawai havia cobrado R$ 10 mil para regularizar um imóvel.

O processou tramitava com base em leis de anistia desde 2003 até chegar ao Grupo Técnico Especial de Análise (GTEA), onde Kawai trabalha.

A vítima esperava para regularizar um imóvel na Estrada de Taipas, na zona norte, que estava registrado com cerca de 100 metros quadrados e na verdade tinha aproximadamente 600 metros quadrados.

"Esse engenheiro solicitou R$ 10 mil para aprovação. Caso contrário, ele disse que tinha 8 mil processos empilhados e o processo da vítima, de primeiro, passaria a ser último", disse o delegado Sérgio Norcia, titular da 1.ª Delegacia de Crimes contra a Administração Pública do DPPC.

Ao longo da negociação, segundo a polícia, Kawai aceitou uma contraproposta no valor de R$ 8 mil. A vítima marcou para entregar metade do valor, um maço de notas marcadas pela polícia, em um bar na Rua São Bento. Quando saía com o dinheiro, acabou preso pelos policiais civis. Ele não reagiu.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados