Brasília – O edital de abertura do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que prevê maior rigor na correção das redações está publicado na edição de hoje (9) do Diário Oficial da União. As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (13) e vão até o dia 27 de maio. A aplicação das provas acontece nos dias 26 e 27 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal. O valor da inscrição é R$ 35.

Uma das mudanças trazidas pelo edital do Enem é que a isenção de inscrição será concedida a estudantes com renda mensal per capta de até 1,5 salário mínimo. Antes, a isenção era concedida apenas aos alunos com renda de até um salário mínimo per capta.

O edital determina que é preciso prestar informações exatas sobre a situação de carência socioeconômica e que o Instituto Nacional Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) poderá analisar a solicitação de isenção e exigir documentos comprobatórios.

A exemplo de edições anteriores, ficam isentos da taxa os estudantes que concluíram o ensino médio em escolas públicas no ano de 2013. Para fazer a inscrição o estudante deve ter em mãos o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o número do documento de identidade.

O exame tem uma redação e quatro provas objetivas, contendo cada uma 45 questões de múltipla escolha. No primeiro dia, os inscritos farão provas de ciências humanas e ciências da natureza, com duração de quatro horas e 30 minutos. No segundo dia, as provas aplicadas serão de linguagens e códigos, matemática e redação com duração de cinco horas e 30 minutos.

O participante que precisa de atendimento diferenciado ou específico deverá informar a necessidade no ato da inscrição.

O atendimento diferenciado é prestado a pessoas com baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo ou outra necessidade especial.

O atendimento específico é oferecido a gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e aos sabatistas que, por motivo religioso, não realizam atividades aos sábados, no período diurno.

Haverá ainda edital específico para os adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas que incluam privação de liberdade.

Nesta edição do Enem haverá mudanças na correção das redações. Os textos com inserções indevidas serão zerados. Outra mudança prevê que serão aceitos apenas desvios gramaticais excepcionais e que não caracterizem reincidência. Antes, eram permitidos "escassos" desvios.

Outra mudança expressa no edital prevê que, quando houver uma discrepância de mais de 100 pontos entre as notas dos dois primeiros corretores da redação, o texto passará por um terceiro corretor. No ano passado, a discrepância tinha que ser de mais de 200 pontos para que fosse encaminhada a um terceiro avaliação.

A inscrição será realizada exclusivamente via Internet, a partir das 10h do dia 13 de maio, no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricaoE-nem.

Tópicos: Enem, Educação no Brasil, MEC, Universidades, Ensino superior, Vestibulares