São Paulo - Parece que a atuação do juiz Sérgio Moro nas investigações da Operação Lava Jato está ganhando destaque não só no Brasil, mas também no exterior.

Em sua primeira edição de fevereiro, a revista americana Americas Quarterly apresenta como reportagem de capa, 5 lideranças que têm trabalhado no combate contra a corrupção pela América Latina.

Com o título "Caça-corrupto", a publicação coloca uma imagem de Moro com um uniforme que faz alusão ao filme "Os caça-fantasmas" e diz que "o jovem juiz foi responsável por arrancar a tampa de um esquema de corrupção que já tinha desviado 3 bilhões de dólares" da Petrobras.

Com ele, ainda são citados o promotor colombiano Iván Velásquez, a procuradora-geral da Guatemala, Thelma Aldana, o procurador-geral do Peru, José Ugaz e uma ativista mexicana, Viridiana Rios.

Para a revista, se a tendência de grandes líderanças contra corruptos continuar, "essa será uma das mudanças mais importantes para a América Latina do século XXI", pois fortalecerá a democracia e fará o mundo dos negócios ser mais transparente.

"Sérgio Moro é uma estrela", afirma o texto.

Reprodução Americas Quarterly

revista

Tópicos: Operação Lava Jato, Petrobras, Empresas, Capitalização da Petrobras, Estatais brasileiras, Petróleo, gás e combustíveis, Empresas brasileiras, Empresas estatais, Empresas abertas, Indústria do petróleo, Sérgio Moro