Brasília - Quatorze profissionais estrangeiros ficaram de recuperação no segundo curso de acolhimento do Mais Médicos. Eles fizeram a prova na sexta-feira, 25, tiraram nota inferior a cinco e agora terão de fazer um reforço de duas semanas.

Na manhã deste sábado, 26, começou a operação para transporte dos 1.947 profissionais aprovados na prova da segunda etapa do Mais Médicos feita na sexta-feira. Outros 220 serão avaliados neste sábado.

Os médicos formados no exterior aprovados no curso serão transferidos, até terça-feira para capitais de todos os Estados para mais uma semana de capacitação. A partir de 4 de novembro, começam a atuar em 783 municípios escolhidos pelo Ministério da Saúde.

A lista das cidades que serão contempladas na segunda etapa do programa foi divulgada neste sábado. Para o Nordeste serão enviados 928 profissionais. O Sudeste receberá 517 médicos e o Norte, 358. A região Sul receberá 244 e a Centro-Oeste, 120. A maior parte dos municípios escolhidos está na região Nordeste: 432 receberão profissionais. Em seguida, vem o Norte, com 141 cidades escolhidas, Sudeste, com 100, Centro-Oeste, com 36 e a Sul, com 74.

O programa tem até o momento 1.499 profissionais em atividade: 819 brasileiros e 680 estrangeiros. Municípios inscritos no programa requisitaram a contratação de 12 mil profissionais. A expectativa do governo é atender toda a demanda até março.

Tópicos: Dados de Brasil, América Latina, Mais Médicos, Saúde no Brasil, SUS