Rio de Janeiro - Os motoristas que jogarem lixo pela janela dos carros serão multados pela Companhia Municipal de Limpeza (Comlurb) e pela Guarda Municipal. A ação é do Programa Lixo Zero, da prefeitura carioca, de acordo com a Lei de Limpeza Urbana 3.273/2001. A fiscalização será feita por agentes à paisana.

O objetivo é conscientizar a população da importância de não jogar lixo nas ruas, praias, praças e demais áreas públicas, melhorando a limpeza da cidade. O motorista que for flagrado jogando lixo na rua receberá uma multa que vai de R$ 98 a R$ 3 mil e perderá 4 pontos na Carteira Nacionalde Habilitação.

A fiscalização começou nessa terça-feira (22). A multa será aplicada para os carros de passeio, táxi, motocicletas e bicicletas. Os veículos de transporte público coletivo, como ônibus e vans, só serão multados se for identificado o motorista ou cobrador que jogou o lixo pela janela.

De acordo com o coordenador do Programa Lixo Zero, Fernando Alves, os passageiros do ônibus não poderão ser multados pois a Comlurb não pode parar o coletivo. No caso do carro particular, o motorista será identificado pela placa do veículo.

"Não estamos multando passageiro de ônibus, pois não temos como identificá-los. Então não é justo atribuir a responsabilidade ao motorista se foi um passageiro que atirou o lixo na rua”, disse.

Para o motorista de táxi, Edson Freire, de 43 anos, a medida é positiva. "Excelente ideia. Um dia tem que começar a educar o povo, e a melhor maneira da educar nesse país, infelizmente, é mexendo no bolso das pessoas”, declarou. “então nada melhor do que começar por nós mesmo, mostrando esse carinho, evitando de sujar e dando valor para a nossa cidade”, completou.

Freire disse ainda que já orienta os seus passageiros para que evitem jogar lixo na rua. “Eu também oriento os meus clientes e peço para não jogar o lixo pela janela. Se eles precisarem jogar algo fora, eu pego e guardo na parte da porta e depois eu faço esse trabalho de jogar em uma lixeirinha", destacou.

De acordo com o coordenador da Comlurb, Fernando Alves, com o Programa Lixo Zero, lançado em agosto deste ano, já houve uma redução de 46% nos lixos descartados irregularmente no centro do Rio. Segundo o coordenador, até o fim de dezembro, haverá um acréscimo de 50% no número de lixeiras na cidade: serão 44 mil a mais.

Tópicos: Fiscalização, Legislação, Lixo, Rio de Janeiro, Cidades brasileiras, Metrópoles globais