Aguarde...

Erradicação | 04/06/2013 20:06

Na Colômbia, Lula defende investimento social contra pobreza

Para Lula, os progressos sociais no Brasil e na Colômbia fazem parte de uma tendência que pode ser constatada em outros países da América Latina

AFP / Juan Mabromata

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

"Pela primeira vez em muitos séculos temos governantes que cuidam dos pobres", acrescentou o ex-presidente

Bogotá - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o chefe de Estado colombiano, Juan Manuel Santos, renovaram nesta terça-feira em Bogotá sua convicção de que a luta contra a pobreza deve ser a base para a construção de sociedades mais igualitárias na América Latina.

Lula e Santos, que participaram de um ato com beneficiados dos programas sociais do governo colombiano, fizeram uma defesa dessas políticas e apresentaram números dos avanços conseguidos em seus países, ao mesmo tempo em que manifestaram sua disposição de seguir lutando pelos mais necessitados.

"Colômbia e Equador são os países que mais reduziram a desigualdade na América Latina", disse Santos, ressaltando que "investir nos pobres é o melhor investimento que pode fazer qualquer sociedade" porque "um país mais justo é um país mais viável, que tem melhor futuro".

Para Lula, os progressos sociais no Brasil e na Colômbia fazem parte de uma tendência que pode ser constatada em outros países da América Latina, entre os quais citou Bolívia, México e Equador.

"Pela primeira vez em muitos séculos temos governantes que cuidam dos pobres", acrescentou o ex-presidente.

Após escutar uma exposição de Santos sobre os avanços de seus dois primeiros anos de governo, Lula disse que gostaria levar da Colômbia informação dos programas oficiais para mostrá-los em outros países como exemplos de "sucesso".

"O senhor demonstra aqui que não se deve esperar que a economia cresça, temos que distribuir a riqueza e crescer ao mesmo tempo", declarou Lula ao presidente colombiano.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados