Belo Horizonte - Por meio de nota, a assessoria do prefeito Marcio Lacerda (PSB) afirmou que foram 86 pessoas exoneradas de cargos de confiança "como resultado da reorganização administrativa necessária após o pedido de exoneração de oito secretários municipais". Ressaltou ainda que "diversos ocupantes do primeiro e segundo escalões" filiados ao PT permanecem nos cargos.

A demissão de ocupantes de cargos de confiança ligados ao PT da prefeitura de Belo Horizonte se tornou motivo de troca de ataques entre integrantes das campanhas do prefeito e do ex-ministro petista Patrus Ananias. Depois de o PT apresentar representação ao Ministério Público Estadual (MPE) acusando o socialista de usar a máquina para assediar funcionários, nesta quarta (15) foi a vez do candidato a vice de Lacerda, deputado estadual Délio Malheiros (PV), de acusar a direção petista de usar "gravações clandestinas" como provas do suposto assédio.

O MPE ainda não se manifestou sobre o caso.

Tópicos: Belo Horizonte, Minas Gerais, Cidades brasileiras