São Paulo - São Paulo contará com 143 ecopontos até o final de 2016, afirmou o prefeito Fernando Haddad (PT) nesta quinta-feira, 04.

A informação foi divulgada durante a inauguração do Guaiaponto: o ecoponto em Guaianases, zona leste da capital.

De acordo com a Prefeitura, essa é 77ª unidade em funcionamento na cidade.

Os ecopontos são locais de entrega de pequenos volumes de resíduos. O cidadão pode depositar até 1 metro cúbico de resíduos por dia gratuitamente.

O volume equivale a uma caixa d'água de mil litros ou 25% de uma caçamba de entulho.

"É um investimento pequeno, de R$ 100 mil, R$ 150 mil. Mas que organiza a destinação de resíduo sólido na cidade", disse Haddad.

O prefeito destacou a importância do equipamento público para combater o descarte irregular de lixo na cidade.

"Às vezes a população contrata um serviço, paga pelo recolhimento do entulho, mas os serviços não-credenciados viram a esquina e jogam num ponto viciado. Isso aqui (os ecopontos) corrige esse tipo de distorção", disse Haddad.

Materiais como resíduos de construção civil, pisos, azulejos, cimentos, terra, telhas de cerâmica e sem amianto, e entulhos em geral são aceitos nos pontos. Móveis, podas de árvores e resíduos recicláveis também podem ser destinados aos equipamentos.

Por outro lado, não são permitidos resíduos orgânicos, materiais industriais como graxa e tinta, além de telhas de amianto, lâmpadas fluorescentes, resíduos hospitalares e eletroeletrônicos.

A Prefeitura estima que antes do final da atual gestão supere a quantidade de 140 ecopontos em funcionamento na cidade.

Até o final de 2012, o número era de 56. A localização dos novos ecopontos ainda estão sob análise da administração municipal.

"Isso passa por um mapeamento de área pública. É um trabalho que os subprefeitos fazem rotineiramente para irem cumprindo a meta", disse Haddad.

Todos equipamentos vão ser construídos em terrenos da Prefeitura, afirmou o secretário municipal de Serviços, Simão Pedro.

A rede colheu 485,3 mil metros cúbicos de resíduos no ano passado, segundo dados da Prefeitura.

Em 2012, o volume foi de 399 mil metros cúbicos, valor superior ao de 2011, que atingiu 223,8 mil m³.

Os ecopontos funcionam de segunda a sábado, das 6h às 22h. Nos domingos e feriados, o funcionamento é de 6h às 18h.

Tópicos: Políticos brasileiros, Fernando Haddad, Prefeitos, Política no Brasil, Meio ambiente, Prefeituras, Sustentabilidade