Rio de Janeiro – A Polícia Militar vai reforçar o patrulhamento nas favelas do Complexo da Maré, na zona norte do Rio, para pôr fim a uma guerra entre traficantes de facções rivais, iniciada nesta semana.

Por causa dos tiroteios, duas escolas da rede municipal foram fechadas, deixando quase 2 mil alunos sem aulas.

A suspensão das aulas foi anunciada hoje (31), após uma reunião de representantes das escolas da comunidade e da Secretaria Municipal de Educação. As escolas estaduais Complexo da Maré funcionam normalmente.

Em nota, a Polícia Militar informou que as operações feitas pela corporação são planejadas sempre com base em informações do serviço de inteligência, para garantir a segurança de professores e alunos.

A PM explicou que procura realizar as ações em horários que não coincidem com o horário escolar.

Até agora não há registro de mortos ou feridos nos confrontos entre traficantes no Complexo da Maré.

Tópicos: Educação no Brasil, Ensino público, Violência urbana