Aguarde...

Brasil | 21/05/2011 12:00

Governo reduz previsão de crescimento do PIB para 4,5%

As projeções do Executivo são mais otimistas que as do Banco Central, que projeta expansão de 4% em 2011

Ana Araújo/Veja

Palácio do Planalto

O PIB brasileiro cresceu 7,5% em 2010 e alcançou sua maior expansão em quase três décadas

São Paulo - O governo revisou para baixo a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2011 para 4,5%, meio ponto menos que há dois meses, ao mesmo tempo em que elevou para 5,7% a previsão de inflação.

No relatório elaborado bimestralmente pelo Ministério do Planejamento, divulgado neste sábado pela imprensa, a previsão para inflação durante o ano aumentou em 0,7%, para 5,7%.

Os dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mantêm dentro da margem "compatível" com a meta da política monetária, que situa a meta da inflação em 4,5%, com margem de dois pontos percentuais.

Pelo relatório, a taxa média anual de câmbio do real frente ao dólar ficará em 1,61%, inferior ao percentual de 1,70% previsto anteriormente, devido ao processo de forte valorização da moeda brasileira.

As previsões do Executivo são mais otimistas do que as do Banco Central que considera que o PIB brasileiro deverá acelerar neste ano ao ritmo de 4%.

Supera também a estimativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que calcula crescimento da economia do país de 3,5%.

O PIB brasileiro cresceu 7,5% em 2010 e alcançou sua maior expansão em quase três décadas.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados