Aguarde...

Infraestrutura | 11/07/2012 18:06

Governo de SP fará concessão de 31 aeroportos

Segundo o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo, o modelo de concessão ainda está em estudo, mas prazo não será inferior a 30 anos

Wikimedia Commons

Pista do aeroporto de Ribeirão Preto

Pista do aeroporto de Ribeirão Preto: A verba esperada para o ano que vem inclui investimentos para melhorias na unidade

São Paulo - O governo paulista passará para a iniciativa privada os 31 aeroportos administrados pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) até 2014, afirmou à Reuters o superintendente do Daesp, Ricardo Rodrigues Barbosa Volpi.

Segundo ele, o modelo ainda está em estudo, mas o prazo da concessão não será inferior a 30 anos e há grande chance de uso do mecanismo de parcerias público-privadas (PPPs).

"Durante a gestão do atual governo, nós vamos fazer as concessões. Eu não estou supondo, eu estou afirmando", disse Volpi.

"O modelo não está definido ainda, porque como houve essa mudança muito grande de número de passageiros e de resultados financeiros, nós estamos reavaliando... Realmente é necessária a concessão, estamos trabalhando firme nesse propósito." Apenas seis aeroportos do Daesp operam atualmente com aviação comercial: São José do Rio Preto, Marília, Araçatuba, Bauru, Presidente Prudente e Ribeirão Preto. O último citado é o quarto maior aeroporto paulista, atrás de Cumbica, Congonhas e Viracopos.

Os seis terminais foram os principais responsáveis pela alta do movimento de passageiros nos aeroportos do Daesp para 2,5 milhões no ano passado, de 1,7 milhão em 2010, graças ao aumento da concorrência com o avanço de companhias aéreas de menor porte e a redução de tarifas.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados