Aguarde...

Educação | 31/03/2011 10:31

Brasil tem um dos piores índices de proficiência em inglês

Entre os países dos BRIC, brasileiros só foram melhores que os russos

Antonio Cruz/ABr

Barack Obama discursa no Brasil

Obama há duas semanas no Brasil: brasileiros ainda gaguejam na hora de falar o idioma das terras do presidente americano

São Paulo – O Brasil ostenta um dos piores índices de proficiência na língua inglesa do mundo. É o que indica pesquisa da escola e agência de intercâmbios Education First (EF).

De acordo com o estudo, os brasileiros receberam nota média de 47,27 no índice English Proficiency Index (EPI) – desempenho inferior ao apresentado por participantes de países como Argentina, Costa Rica e República Tcheca.

Com isso, o Brasil conquistou a 31ª posição em ranking de 44 países que não têm o inglês como língua oficial.

Entre os BRICs, o país ficou apenas na frente da Rússia. China e Índia levaram, respectivamente, nota média de 47,62 e 47,35 – índices também considerados baixos pela pesquisa.

Para chegar a esses resultados, a instituição avaliou o desempenho de 2 milhões de pessoas de 44 países diferentes em quatro testes online de proficiência em inglês elaborados pela agência.

“Os exames abordavam questões de gramática, compreensão auditiva, leitura e vocabulário”, afirma Julio de Angeli, vice-presidente da EF Englishtown para a Europa e Américas.

Latinos
Mas o Brasil não foi o único a decepcionar nos índices de proficiência em inglês. A América Latina foi a região que teve o pior desempenho entre os países analisados.

A Argentina foi a melhor colocada entre os países da região com nota de 53,49. No ranking latino, o Brasil ficou com a 6ª posição – à frente do Chile, que possui uma política de Estado voltado para o ensino de inglês.

Confira o ranking geral na próxima página.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados