São Paulo- Quem passa em frente ao Centro de Referência em Saúde do Homem, vinculado à Secretaria Estadual da Saúde, logo vê na fachada desse hospital um enorme bigode inflável, medindo 6 metros de largura por 2,5 metros de altura. Como símbolo de masculinidade, a imagem foi adotada para chamar a atenção para os eventos da campanha mundial Novembro Azul, de alerta contra o câncer de próstata.

Ao longo deste mês, o centro promoverá palestras com urologistas que vão esclarecer os mitos e verdades em torno da doença. Esse tema será abordado, nos próximos dias 18 e 26, no anfiteatro da unidade, na Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, no Jardim Paulista. A entrada é gratuita, mas há limite de 80 lugares.

Também serão distribuídos folhetos com a estampa do bigode e o título Prevenção É Coisa de Homem, descrevendo seis passos para prevenção do câncer de próstata.

“Precisamos derrubar o preconceito contra os exames solicitados para diagnosticar o câncer. O toque prostático, ou toque retal, é absolutamente indolor, leva fração de segundos e não afeta de maneira nenhuma a masculinidade do homem. Pelo contrário, mostra sua grandeza e a preocupação com sua saúde”, declara o urologista Cláudio Murta, chefe do Centro de Referência em Saúde do Homem.
De acordo com Murta, as chances de cura alcançam 90% dos casos diagnosticados precocemente. Ele destacou ainda que os exames periódicos são fundamentais para prevenção e detecção da doença.

Tópicos: Câncer, Doenças, Homens, Saúde, Saúde no Brasil