Sorocaba (SP) - A Polícia Civil de Sorocaba anunciou nesta terça-feira, 29, um acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para destinar os cães da raça beagle para três entidades de proteção aos animais, caso sejam recuperados. Os 178 cachorros foram retirados por ativistas, no último dia 18, do Instituto Royal, em São Roque, no interior paulista. Os cães eram usados em testes de medicamentos autorizados pelos órgãos responsáveis.

De acordo com o delegado seccional de Sorocaba, Marcelo Carriel, os cães não serão devolvidos ao instituto porque, além de estar sob investigação por denúncias de maus-tratos aos animais, o centro de pesquisas teve o alvará de funcionamento suspenso pela prefeitura.

Os animais serão encaminhados às entidades Adote Sorocaba, Salve se Puder e Gamah, todas com sede na cidade. As pessoas que estiverem na posse dos cães devem agendar a entrega na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba. O portador terá de prestar esclarecimentos sobre a posse do animal. Um representante da Comissão de Proteção aos Animais da OAB assinará um termo de depositário fiel.

O instituto de São Roque foi invadido por ativistas no último dia 18 e os 178 cães da raça beagle que estavam no local foram levados. Os cães eram usados em testes de medicamentos autorizados pelos órgãos responsáveis.

Tópicos: Animais, ONGs, Polícia civil