As grandes cidades para criar seus filhos

São Paulo – Elevadas taxas de violência, custo de vida nas alturas e baixo índice de qualidade de vida. Parte das grandes cidades brasileiras exibe uma porção de características que conspiram contra a possibilidade de educar filhos de uma maneira tranquila.

Mas as cidades que encabeçam a lista que você vê a seguir fogem desta sina. Florianópolis, primeira do ranking elaborado pela Delta Economics & Finance com exclusividade para EXAME.com, é uma prova disso.

Com quase meio milhão de habitantes, a cidade tem o terceiro maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) do Brasil, que mensura a renda, longevidade e educação de uma dada população. No extremo oposto está o munícipio de Santarém, no Pará. Com um IDHM considerado médio, a cidade teve as piores pontuações nos oito critérios analisados.

Para chegar ao ranking, foram consideradas 48 variáveis que medem as condições que cada cidade oferece para o desenvolvimento de uma criança ou adolescente  como infraestrutura de saúde, taxas de longevidade, educação e segurança pública (veja quadro abaixo e a metodologia completa).

No entanto, das 100 cidades com mais de 260 mil habitantes analisadas, nenhuma conseguiu conquistar, no mínimo, 80% dos pontos possíveis. Para se ter uma ideia, a nota final de Florianópolis foi 36,52 – apenas 76% do total de pontos possíveis.

O problema para alguns municípios analisados foi a falta de políticas públicas voltadas para mulheres ou a elaboração da Agenda 21 local – fato que rendeu zero no quesito governança para nove municípios.

Veja abaixo quais as principais variáveis computadas em cada critério.

Critério Nota máxima possível Fatores analisados
IDHM 1 A nota de cada município foi dada com relação a Florianópolis, que possui o melhor IDHM das 100 cidades analisadas.
Governança 3 Elaboração da Agenda 21 local; Plano Municipal de Política para as Mulheres; Conselho Municipal de Direitos da Mulher
Bem-estar 7 Expectativa de vida; Mortalidade Infantil; Gravidez na adolescência, entre outros
Econômica 9 Desigualdade social; Renda Per Capita Média; Proporção de crianças extremamente pobres; Trabalho Infantil; Emprego com carteira assinada
Domicílio 5 Número de casas que têm água encanada, banheiro, coleta de lixo e energia elétrica; Número de casas com abastecimento de água e esgoto inadequados
Saúde 10 Número de leitos, unidades básicas de saúde, pronto-socorro e médicos para cada 100 mil habitantes, entre outros
Educação 11 Expectativa de anos de estudo aos 18 anos de idade; Taxa de analfabetismo da população; Taxa de atraso idade-série; Ideb 5º ano e 9º ano
Segurança 2 Taxa de homicídio total; taxa de homicídio de jovens
Nota Final 48 Soma das notas em cada critério

Veja, nas fotos, quais as notas das 100 maiores cidades brasileiras. Confira também a tabela completa de critérios analisados e a fonte de cada um deles

Tópicos: Cidades brasileiras, Crianças, Educação, IDH, Qualidade de vida, Saúde, Segurança digital