São Paulo – Somente nesta semana, dois rankings que listam as cidades mais desenvolvidas do Brasil foram lançados, provando a máxima que listas existem para serem contestadas. A ordem dos municípios em cada uma delas é bem diferente. Na elaborada pela Fundação Getúlio Vargas, lidera a pequena cidade de Trabiju, no interior paulista, que nem mesmo figura entre as 100 primeiras da outra lista, feita pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Na última, a mais desenvolvida é Indaiatuba. Em comum, apenas que ambas as cidades ficam em São Paulo.

Afinal, como escolher as cidades do Brasil que oferecem os melhores indicadores de qualidade de vida?

Os brasileiros não estão tão acostumados a rankings de melhores cidades para se viver. Até porque, ao contrário do que acontece lá fora - onde estas listas abundam – aqui o objetivo não é chegar a esta resposta.

É, no entanto, exatamente esta a proposta de dois famosos rankings internacionais, um da consultoria Mercer e outro da Economist Intelligence Unit. Ambos já foram noticiados em EXAME.com.

Mas mesmo as listagens brasileiras, ao estabelecer como critérios o desempenho das cidades em educação, saúde, emprego, entre outros, acabam passando pelos conceitos de qualidade de vida

Em comum entre as duas listas do Brasil está a preocupação em usar dados oficiais para chegar a um novo indicador de desenvolvimento. É aí que o resultado sai completamente diferente. Veja o que cada uma levou em consideração:

O QUE O ISDM (FGV) MEDE O QUE O IFDM (Firjan) MEDE
Educação: taxa de analfabetismo e taxa de crianças e jovens que frequentam a escola em cada etapa, desempenho na Prova Brasil (MEC) Educação: taxa de matrícula infantil, abandono, distorção idade-série, desempenho no Ideb, taxa de docentes com ensino superior
Saúde e Segurança: taxa de mortalidade infantil, gravidez precoce e mortalidade por causas evitáveis; homicídios Saúde: número de consultas pré-natal, óbitos por causa mal definidas e óbitos infantis evitáveis
Renda: presença de pobreza e extrema pobreza Emprego e renda: geração, estoque e salários médios dos empregos formais
Trabalho: taxa de ocupação e formalização  
Habitação: coleta de lixo, energia elétrica, água canalizada, esgotamento sanitário, domicílio próprio  

Alguns podem argumentar que faltam dados relevantes a serem considerados. Nenhuma das listas, por exemplo, cita a qualidade do transporte público, algo notado pelas avaliações internacionais.

Escolha o indicador que lhe parecer mais justo e, depois, confira abaixo as 100 cidades mais desenvolvidas do Brasil de acordo com as duas listas. Se o seu município não estiver entre elas, faça o download do documento contendo todas as 5,5 mil cidades do país, tanto da FGV quanto da Firjan.

Posição FGV Estado ISDM (Escala de 0 a 10) Posição Firjan Estado IFDM (De 0 a 1)
1 Trabiju SP 6,28 1 Indaiatuba SP 0,9486
2 Cândido Rodrigues SP 6,27 2 São José do Rio Preto SP 0,9357
3 Águas de São Pedro SP 6,27 3 Itatiba SP 0,9276
4 Lobato PR 6,22 4 Amparo SP 0,9259
5 Feliz RS 6,19 5 Barueri SP 0,9258
6 Terra Roxa SP 6,19 6 Ribeirão Preto SP 0,9230
7 Lençóis Paulista SP 6,19 7 Marília SP 0,9195
8 Rodeiro MG 6,18 8 Louveira SP 0,9194
9 Oriente SP 6,17 9 Jundiaí SP 0,9171
10 Barra Bonita SP 6,17 10 Paulínia SP 0,9159
Posição FGV Estado ISDM (Escala de 0 a 10) Posição Firjan Estado IFDM (De 0 a 1)
11 Lucélia SP 6,17 11 Bauru SP 0,9127
12 Jales SP 6,16 12 Campinas SP 0,9117
13 Bocaina SP 6,16 13 Santos SP 0,9108
14 Valinhos SP 6,16 14 Valinhos SP 0,9107
15 Tupi Paulista SP 6,15 15 Bento Gonçalves RS 0,9102
16 São Caetano do Sul SP 6,15 16 Bragança Paulista SP 0,9097
17 Dois Irmãos RS 6,15 17 Araraquara SP 0,9092
18 Rafard SP 6,14 18 Americana SP 0,9091
19 Americana SP 6,14 19 São Caetano do Sul SP 0,9072
20 Bady Bassitt SP 6,14 20 Atibaia SP 0,9067
21 Pedrinhas Paulista SP 6,13 21 Taubaté SP 0,9047
22 Lucianópolis SP 6,13 22 Araras SP 0,9044
23 Quintana SP 6,12 23 São Carlos SP 0,9036
24 São Marcos RS 6,12 24 Itupeva SP 0,9034
25 Oscar Bressane SP 6,12 25 Curitiba PR 0,9024
26 Alvinlândia SP 6,12 26 Extrema MG 0,9011
27 Paraíso SP 6,12 27 Mendonça SP 0,9006
28 Palmares Paulista SP 6,12 28 Itu SP 0,9005
29 Nova Odessa SP 6,11 29 Santa Bárbara d'Oeste SP 0,9003
30 Neves Paulista SP 6,11 30 Vinhedo SP 0,8981
31 Novo Horizonte SP 6,10 31 Santana de Parnaíba SP 0,8972
32 Fernandópolis SP 6,10 32 São Paulo SP 0,8969
33 Santa Bárbara d'Oeste SP 6,09 33 Marapoama SP 0,8941
34 Votuporanga SP 6,09 34 Aracruz ES 0,8939
35 Araras SP 6,09 35 Votuporanga SP 0,8930
36 Araraquara SP 6,09 36 Vitória ES 0,8927
37 Nova Lima MG 6,09 37 Hortolândia SP 0,8926
38 Ilha Solteira SP 6,08 38 Araçatuba SP 0,8919
39 Vinhedo SP 6,08 39 Santo André SP 0,8911
40 Poços de Caldas MG 6,08 40 Rio Claro SP 0,8901
41 Itabirito MG 6,08 41 Limeira SP 0,8867
42 Formiga MG 6,08 42 Sorocaba SP 0,8865
43 Guaiçara SP 6,07 43 Guarulhos SP 0,8861
44 Jaborandi SP 6,07 44 Cerquilho SP 0,8859
45 Pará de Minas MG 6,07 45 Blumenau SC 0,8849
46 Estiva Gerbi SP 6,07 46 Cotia SP 0,8836
47 Taiúva SP 6,07 47 Londrina PR 0,8828
48 Varginha MG 6,07 48 Maringá PR 0,8826
49 Assis SP 6,06 49 Uberlândia MG 0,8809
50 Cruzália SP 6,06 50 Nova Lima MG 0,8790
51 Ipaussu SP 6,06 51 Caieiras SP 0,8787
52 Curitiba PR 6,05 52 Botucatu SP 0,8774
53 Jundiaí SP 6,05 53 Catanduva SP 0,8773
54 Presidente Prudente SP 6,05 54 Monte Alto SP 0,8772
55 São Manuel SP 6,05 55 Araucária PR 0,8760
Posição FGV Estado ISDM (Escala de 0 a 10) Posição Firjan Estado IFDM (De 0 a 1)
56 Arcos MG 6,05 56 Belo Horizonte MG 0,8756
57 Dolcinópolis SP 6,05 57 Santa Cruz do Sul RS 0,8751
58 Piraju SP 6,05 58 Nova Odessa SP 0,8745
59 Luzerna SC 6,05 59 Osasco SP 0,8743
60 Adamantina SP 6,05 60 Farroupilha RS 0,8739
61 Mar de Espanha MG 6,04 61 Brusque SC 0,8739
62 São Bento Abade MG 6,04 62 Vargem Grande Paulista SP 0,8737
63 Campo Bom RS 6,04 63 Florianópolis SC 0,8737
64 Sertãozinho SP 6,04 64 Guaratinguetá SP 0,8732
65 Divinópolis MG 6,04 65 Novo Horizonte SP 0,8732
66 Indiana SP 6,04 66 Piracicaba SP 0,8729
67 Monte Alto SP 6,04 67 Joinville SC 0,8727
68 Lins SP 6,04 68 Sebastianópolis do Sul SP 0,8714
69 Braúna SP 6,04 69 Tatuí SP 0,8708
70 Veranópolis RS 6,04 70 São Bernardo do Campo SP 0,8707
71 Macatuba SP 6,04 71 Taboão da Serra SP 0,8700
72 São João da Boa Vista SP 6,03 72 Tietê SP 0,8693
73 Marília SP 6,03 73 São José dos Campos SP 0,8690
74 Pirassununga SP 6,03 74 Arujá SP 0,8687
75 Itaúna MG 6,03 75 Brejo Alegre SP 0,8671
76 Sarzedo MG 6,03 76 Ouroeste SP 0,8663
77 São Lourenço MG 6,03 77 Ipatinga MG 0,8663
78 São José do Rio Preto SP 6,03 78 Votorantim SP 0,8657
79 Cerquilho SP 6,03 79 Porto Real RJ 0,8655
80 Birigui SP 6,03 80 São Roque SP 0,8653
81 Rio Claro SP 6,03 81 Mauá SP 0,8647
82 Jaú SP 6,03 82 Salto SP 0,8645
83 Guaxupé MG 6,02 83 Palmas TO 0,8644
84 Santa Rita d'Oeste SP 6,02 84 Porto Ferreira SP 0,8638
85 Bebedouro SP 6,02 85 Jacareí SP 0,8637
86 Sebastianópolis do Sul SP 6,02 86 Mogi Guaçu SP 0,8631
87 Santa Rita do Sapucaí MG 6,02 87 Rio das Ostras RJ 0,8624
88 Inúbia Paulista SP 6,02 88 São João da Boa Vista SP 0,8621
89 Jaraguá do Sul SC 6,02 89 Mococa SP 0,8619
90 Ourinhos SP 6,02 90 Resende RJ 0,8614
91 Duartina SP 6,01 91 Pontes Gestal SP 0,8611
92 Araxá MG 6,01 92 Goiânia GO 0,8610
93 Paranapuã SP 6,01 93 Chapecó SC 0,8607
94 Catanduva SP 6,01 94 Niterói RJ 0,8599
95 Cachoeira Dourada MG 6,01 95 Presidente Prudente SP 0,8598
96 Monções SP 6,01 96 Rio das Pedras SP 0,8591
97 Matão SP 6,01 97 Jaguariúna SP 0,8589
98 Belo Horizonte MG 6,01 98 Caxias do Sul RS 0,8587
99 Treviso SC 6,01 99 Pouso Alegre MG 0,8585
100 São João do Pau d'Alho SP 6,01 100 Itapira SP 0,8580

Tópicos: Dados de Brasil, América Latina, Cidades brasileiras, Listas, Qualidade de vida, Rankings