Municípios recebem urnas para nova eleição no Amazonas

No dia 6 de agosto, os eleitores do estado vão escolher um novo governador para substituir José Melo, cujo mandato foi cassado em maio pelo TSE

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amazonas concluiu no fim de semana o envio de urnas eletrônicas para os municípios polo.

No dia 6 de agosto, os eleitores vão escolher um novo governador para substituir José Melo, cujo mandato foi cassado em maio pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O transporte dos equipamentos começou no dia 7 deste mês, e as primeiras zonas eleitorais a receber as urnas foram as de Lábrea e São Gabriel da Cachoeira, municípios de difícil acesso.

Agora começa a fase de preparação das urnas, com geração das mídias com informações sobre os candidatos, cargas e lacres.

Concluído esse procedimento, que é feito nos polos por uma questão de logística, estima-se que as urnas sejam levadas para outros municípios do interior a partir do próximo dia 23.

Mais de 7 mil urnas serão usadas no pleito.

Somente para a capital, Manaus, serão destinadas 3.473 urnas, que chegarão aos locais de votação no dia 4 de agosto.

Caso haja segundo turno, em 27 de agosto, os equipamentos voltam para as zonas eleitorais no dia 24.

O TSE estima que serão gastos R$18 milhões com a eleição suplementar no Amazonas, incluindo o segundo turno.

O estado tem nove candidatos ao governo.