Mortes no trânsito caem nas marginais Tietê e Pinheiros

De acordo com a CET, a diminuição mais significativa ocorre desde julho do ano passado, quando a prefeitura implantou a redução da velocidade máxima

O número de mortes decorrentes de acidentes de trânsito nas Marginais Tietê e Pinheiros caíram 32,8% de 2014 e 2015, ao passar de 73 para 49 óbitos, segundo os dados de um levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

De acordo com a CET, a diminuição mais significativa ocorre desde julho do ano passado, quando a prefeitura implantou a redução da velocidade máxima nessas duas vias.

Nas vias expressas, a velocidade passou de 90 quilômetros por hora (km/h) para 70 km/h e nas locais, de 70 km/h para 50 km/h.

Em toda a capital, o número de mortes registradas no trânsito teve uma queda de 20,6%. Os dados mostram ainda que 257 vidas foram salvas na comparação entre janeiro e dezembro de 2014 com o mesmo período de 2015.

No ano passado, foram registrados 992 óbitos no trânsito, ante 1.249 em 2014. As mortes de pedestres caíram 24,5%, e as de ciclistas tiveram queda de 34%.

De acordo com o estudo, o número de óbitos registrados também diminuiu em outras vias que tiveram a velocidade máxima reduzida, como a Avenida Sapopemba (zona Leste), Estrada de Itapecerica (zona Sul), Avenida Marechal Tito (zona Leste) e Estrada do M’ Boi Mirim (zona Sul).