Ministro admite racha no PSB, mas defende apoio ao governo

Ontem, deputados do PSB ajudaram a obstruir a leitura do parecer da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, reconheceu nesta terça-feira que existem divisões em seu partido, o PSB, mas defendeu que a legenda apoie o governo do presidente Michel Temer.

Falando a jornalistas depois de o PSB ter ajudado a oposição na obstrução da leitura do parecer da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara na véspera, Coelho Filho disse que a reforma é um tema caro ao partido e precisa ser debatida.