Metrô terá primeira estação fora de SP só em 2016

A licitação para a contratação do projeto básico da terceira fase da Linha Amarela, a extensão até Taboão da Serra, está em fase final

São Paulo – A inauguração da primeira estação de Metrô fora da capital paulista deve ocorrer só daqui a quatro anos, em 2016, segundo anúncio feito nesta quinta-feira pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). A licitação para a contratação do projeto básico da terceira fase da Linha 4-Amarela, a extensão até Taboão da Serra, está em fase final. O projeto inclui uma nova estação, a Jardim Jussara, nas proximidades da Avenida Francisco Morato. Haverá, ainda, a Taboão, no centro da cidade.

Atualmente, a linha tem seis estações. Sai da Luz, na região central, e vai até o Butantã, na zona oeste. Quando estiver pronta, terá 13 paradas e cerca de 16 km de extensão. As próximas inaugurações, Morumbi e Vila Sônia, devem ocorrer em 22 meses. Mas, segundo Alckmin, o governo já trabalha em sua extensão. “O Estado está executando o túnel em direção a Taboão da Serra. Há 800 metros em obras”, disse o governador.

No último dia 3, em visita ao pátio de manobras da Vila Sônia, o secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou que o trajeto extra até Taboão terá cerca de 3 km e será todo subterrâneo. E deve custar R$ 1,2 bilhão. Os estudos geotécnicos já começaram e devem ficar prontos dentro de seis meses.

A localização exata das duas novas estações ainda não está definida. A previsão, porém, é que a parada do Jardim Jussara fique no cruzamento das Avenidas Francisco Morato e Guilherme Dumont Villares. Já a parada de Taboão deve ser construída nas proximidades da Praça Nicola Viviléchio, no centro.

O trecho vai beneficiar mais de 700 mil moradores de Taboão da Serra e outros cinco municípios: Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu, Embu das Artes, São Lourenço e Juquitiba. “O Metrô não tem uma estação fora de São Paulo. E se chama Metropolitano. Agora, pela primeira vez, vai sair de São Paulo, chegando até Taboão da Serra”, afirmou Alckmin.

Acabamento

O Metrô desenvolve atualmente a implementação da segunda fase da Linha 4- Amarela, que consiste na execução de obras de acabamento e instalação de sistemas operacionais, como escadas rolantes e programas de comunicação visual em quatro estações: São Paulo-Morumbi, Fradique Coutinho, Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie. Nenhuma, porém, será inaugurada neste ano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.