Meirelles vai ao TST explicar impactos da PEC do teto

A assessoria de comunicação do TST confirmou que há uma preocupação sobre como a restrição afetará o orçamento da Justiça do Trabalho já em 2017

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, reúne-se ainda hoje (19), no final da tarde, com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra, e com presidentes dos 24 tribunais regionais do Trabalho do país, para falar de ajuste fiscal e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241.

Meirelles vai aproveitar reunião do Colégio de Presidentes dos TRTs para esclarecer os impactos da proposta. A PEC 241, conhecida como PEC do Teto de Gastos, limita o crescimento das despesas públicas à inflação do ano anterior pelos próximos 20 anos.

A assessoria de comunicação do TST confirmou que há uma preocupação dos presidentes dos TRTs sobre como a restrição afetará o orçamento da Justiça do Trabalho já em 2017.

A PEC do teto foi aprovada em primeiro turno pela Câmara dos Deputados no último dia 10. Ontem (18), a Comissão Especial da PEC 241 aprovou a redação final da proposta, que agora está pronta para ser enviada ao plenário da Câmara e votada em segundo turno.