Marginal já teve primeiro acidente após mudança de velocidade

Por volta das 6h30 desta quarta, um carro em alta velocidade bateu em uma mureta e atingiu a traseira de uma viatura da CET

São Paulo – Um carro em alta velocidade bateu em um veículo da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) na Marginal Pinheiros, sentido Rodovia Castelo Branco, na pista expressa, perto da Ponte Cidade Jardim, por volta das 6h30 desta quarta-feira, 25.

De acordo com a CET, o veículo bateu em uma mureta e, em seguida, atingiu a traseira da viatura. Os agentes acompanhavam equipe de sinalização na via para implementação do programa Marginal Segura que tem, como principal medida, o retorno às velocidades de até 90 km/h nas vias.

O caso foi atendido pela Guarda Civil Metropolitana (GCM), mas ainda não há informações sobre o motorista.

Mudanças

Começam a valer nesta quarta-feira, 25, aniversário da capital paulista, os novos limites de velocidade das Marginais do Tietê e do Pinheiros.

Após obter aval da Justiça, o prefeito João Doria (PSDB) cumpre promessa de campanha e elevar para até 90 km/h o máximo permitido nas pistas expressas.

Nas faixas centrais da Tietê, os motoristas podem agora trafegar a até 70 km/h e nas locais, com exceção da faixa mais à direita que permanece a 50 km/h, o limite volta a ser de 60 km/h. Os radares das vias já foram ajustados.

A mudança anunciada desde o ano passado só foi possível após a desembargadora Flora Maria Nesi Tossi Silva, da 13ª Câmara de Direito Público, derrubar nesta terça-feira, 24, decisão liminar que suspendia as mudanças a pedido da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade).

Em sua decisão, Flora afirma que “a segurança no trânsito não deriva exclusivamente da velocidade imposta para circulação de veículos em vias marginais, mas também e, essencialmente, da educação de seus usuários, bem como da fiscalização exercida pelo poder público”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Daniel Migrone

    Ouvi na rádio e no jornal da manhã que o motorista estava alcoolizado, portanto um problema de Lei Seca. O jornalista estava tão ansioso para gerar uma manchete sobre a alteração de velocidade que fez uma interpretação parcial do acidente. Vamos lá Exame, não tenham tanta preguiça para fazer uma matéria…

    1. Concordo, a gente lê a chamada e lê outra coisa na matéria. Que decepção! Fazem qualquer coisa pra conseguir o que querem, principalmente manipulação de informação… Que tristeza!

  2. Marcelo Pereira

    Saudades do Notícias Populares, viu?!
    É muita falta de notícia e criatividade…

  3. Que notícia mais besta, jornalismo inútil, acidentes nas marginais acontecem todos os dias, agora querem relacionar com as mudanças feitas. Ninguém mais aguentava aqueles 50km, favor mencionar que o motorista estava bêbado. Afff

  4. Renan Pereira Rosa

    Esse seria meu questionamento, sera que antes da mudança de velocidade não ocorria acidentes em São Paulo? Esses estagiários da EXAME estão de brincadeira mesmo.

  5. Fabio Rodrigues

    MENOS NÉ, A MARGINAL TEM ACIDENTE TODO DIA!!!!

  6. Silvio Goulart

    Segundo o jornal Folha de São Paulo o motorista estava bêbado e fugiu do local. Mas claro, o problema é com as novas velocidades! Quando era 70km/h não ocorria um único acidente, era a maravilha do mundo moderno, agora, nossa!, já ocorreu essa coisa esquisita. Credibilidade zero para jornalismo assim, tipico FakeNews sem averiguar nada. Cadê o nome do motorista? (quem?), e a situação como um todo, o contesto? (como?). Mas nem isso ensinam mais na escola?

  7. nelson moraes de proenca junior

    Matéria vexaminosa e que revela o total despreparo do jornalista, pois sequer verificou o condutor estava embriagado.

  8. jeadnkd ffieiqmd

    Imagina a qualificação dessa juizá que além que ignorar os pareceres técnico ainda acha que a velocidade não tem influencia nos acidentes? E eu que pensava que o pior de São Paulo eram os políticos, mas provavelmente eles são frutos do judiciário aparelhado.

    1. Marcos Gomes

      Quantos segundos demorou pra fazer esse perfil fake?

  9. thiago kallas

    Há um tempo eu ouvi “os políticos estão em dissonância com a população”

    Eu gostaria de completar essa frase:
    A mídia também está em total dissonância com a população !!

    Uma pena: hora de vir outras empresas do ramo.

  10. Cintia Rosini

    Tem que ser muito demente pra não perceber que o fato não é a pessoa estar bêbada ou não… o fato é que se por acaso um energumeno desses bate em alguém a 90km/h a chance de ser um acidente fatal é muito maior que a 70km/h… maaaas os eleitores do coxinha mor não conseguem deixar o orgulho de lado e olhar as coisas com sensatez… velocidades reduzidas diminuem o número de mortes… pensem um pouco em vocês e em suas famílias e não somente nas multas que vcs tomaram por serem irresponsáveis e não andarem na velocidade certa!

    1. Marcos Gomes

      Com certeza. Estar embriagado nunca teve nada a ver com acidentes de trânsito. Crimes de trânsito sim. Vai morder seu pai na bunda, vai.

  11. Henrique Barbero

    Quando a velococidade era mais baixa nunca teve acidente? E um faz me rir esquerdista salafrario.