Marcelo Odebrecht confirma em delação que Temer pediu R$ 10 mi

De acordo com a Folha de S.Paulo, depoimento de Marcelo Odebrecht confirma a delação do ex-executivo Cláudio Melo Filho

São Paulo – Em delação à Lava Jato, Marcelo Odebrecht afirmou que a empreiteira pagou R$ 10 milhões ao PMDB a pedido de Michel Temer em 2014, segundo a Folha de S.Paulo.

O depoimento confirma a delação do ex-executivo Cláudio Melo Filho, divulgado no dia 9 de dezembro.

De acordo com a Folha, que teve acesso ao conteúdo da delação, Marcelo Odebrecht falou por pouco mais de três horas na segunda-feira (12), em Curitiba.

Ele teria confirmado que, na presença de Temer (quando ainda era vice), Eliseu Padilha, também do PMDB e hoje ministro da Casa Civil, acertou o pagamento de R$ 10 milhões para a campanha do partido.

Marcelo não deu detalhes sobre como o dinheiro foi pago, diz a Folha; segundo Cláudio Melo Filho, a transação foi feita por Padilha, que pediu que parte dos recursos fosse entregue no escritório de José Yunes, amigo de Temer há 50 anos.

À Folha, os três citados negam ter praticado qualquer irregularidade, e a empreiteira não se manifesta sobre o teor dos acordos.

Arena Corinthians

Segundo a Folha, Emílio Odebrecht, o patriarca da família, também começou a dar seu depoimento no acordo de colaboração com a Lava Jato.

Ele deve detalhar a relação da empreiteira com Lula e Dilma, ex-presidentes do PT.

A Folha afirma que Emílio vai contar como foi o acordo de construção da Arena Corinthians, que teria sido uma espécie de presente a Lula.

Já Marcelo Odebrecht deve contar como pediu a intervenção de Dilma junto à Caixa para ajudar no financiamento da obra.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Mario Alves de Oliveira

    É preciso coragem, orgulho patriótico para passar este país á limpo! o que estamos vendo é o que á imprensa mostra; e o que á imprensa não teve acesso?

  2. Paulo Rogerio Gaeta

    Uma bomba H de 50 Megatons sobrevoa os céus de Brasília neste momento.

  3. Reginaldo Quadros

    Emílio vai dizer o que todos o povo (exceto os curicas) sabiam…. O Impressorão foi construído sim com dinheiro público para agradar o Molusco Nove Dedos, pois sabia que o incompetente do seu timeco jamais construiria um barraco quanto mais um estádio…. Agora aguardamos o fechamento da delação para exigir que o curica seja despejado do estádio municipal de Itaquera ou que ele seja implodido !!!!!

    1. Benizio Oliveira Filho

      Vc deve ser muito burro, é lógico que foi construido com dinheiro público, afinal foi o BNDES que emprestou, e seu vc não sabe toda a renda vai para um fundo que é administrado pela CAIXA para pagar a Arena, o que está se discutindo é o quanto ela foi super faturada, e nesse caso o Corinthians é vítima, pois vai ter que pagar uma conta que ele não fez.
      E se o timão não pagar, o governo federal deveria e deve entrar com uma ação na justiça e leiloar o estádio, sempre achei que futebol e política institucional não deveriam andar de mãos dadas.

  4. Donizete Soares

    Seria preciso algo como ocorreu no Japão, ou seja, destruir praticamente tudo e todos no pais e recomeçar praticamente do nada…

  5. Sergio Carlos Pelizer

    Neste caso todos os brasileiros já sabem a resposta “Todas as doações feitas foram legais e declaradas ao STJ, e negam veemente as declarações que são mentirosas”

  6. Em qualquer país decente, depois de tantas denúncias, Temer já teria renunciado ou deposto, mas como disse, em qualquer país decente, não no Brasil.

  7. Paulo Jorge Florindo Barcia

    Infelizmente essa foi uma doação legal junto ao TSE, não foi dessa vez, só mais uma falsa esperança dada pelos jornais sensacionalistas.