Manifestantes enfrentam polícia na Zona Oeste de São Paulo

O protesto foi convocado pela internet e o grupo "Black Bloc" pediu que as pessoas se manifestassem contra a gestão de Alckmin

São Paulo – Alguns manifestantes que protestavam nesta terça-feira contra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, entraram em confronto com a polícia em várias avenidas da Zona Oeste da cidade.

A manifestação tinha sido convocada pelo grupo “Black Bloc” com a intenção de protestar contra a administração do governo estadual de São Paulo.

Segundo a imprensa local, o protesto reuniu cerca de 300 pessoas e começou de forma pacífica, mas pequenos grupos depredaram agências bancárias e estabelecimentos comerciais, o que levou a uma forte resposta da polícia.

Os atos de vandalismo foram reprimidos com bombas de gás lacrimogêneo, que dispersaram os mais violentos, que tentavam se reagrupar, mas em menor número.

As autoridades não informaram sobre feridos nem sobre detidos durante a manifestação.

O protesto foi convocado pela internet e o grupo “Black Bloc” pediu que as pessoas se manifestassem contra a gestão de Alckmin.

Também alertou que seria uma “longa noite” e que o protesto poderia ser reprimido “com violência”, por isso pediu aos participantes que comparecessem “vestidos de negro e bastante preparados”.