Lula faz reunião com prefeitos e pede apoio para PT

O objetivo é atrair os prefeitos para a campanha de Dilma Rousseff enquanto Skaf se recusa a declarar apoio à reeleição da presidente

São Bernardo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu terça-feira, 5, à noite 12 prefeitos do interior paulista filiados ao PMDB e ao PSD, partidos que integram a aliança de Paulo Skaf, candidato do PMDB ao governo de São Paulo.

O objetivo é atrair os prefeitos para a campanha de Dilma Rousseff enquanto Skaf se recusa a declarar apoio à reeleição da presidente.

No encontro, realizado em um imóvel do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, a convite do prefeito da cidade, Luiz Marinho (PT), Lula ouviu sugestões e queixas dos prefeitos à presidente.

Um deles reclamou de atrasos no repasse de verbas federais para a área da saúde. Além de pedir o empenho para a reeleição de Dilma, Lula prometeu encaminhar as sugestões ao programa de governo da presidente.

“Mesmo barco”

O prefeito de Araraquara, Marcelo Barbieri (PMDB), disse que Lula cobrou a necessidade de união, independentemente das divergências locais. “Lula disse que todos estão remando no mesmo barco e cobrou a união”, afirmou Barbieri, cujo principal adversário local é o tesoureiro da campanha de Dilma, Edinho Silva (PT).

Barbieri deixou claro que o seu compromisso é com o vice-presidente e também candidato à reeleição Michel Temer (PMDB), principal liderança do partido em São Paulo. “Estamos com o Michel e temos compromisso com ele”, disse.

O presidente do PMDB paulista, deputado estadual Baleia Rossi, afirmou que a tensão entre Skaf e o PT “está superada” e que, inclusive, enviou para a gráfica material de campanha com fotos ao lado de Dilma.

As informações s ão do jornal O Estado de S. Paulo.