Locais de votação com contas atrasadas terão fornecimento de luz

A PRE/RJ enviou um ofício em caráter de urgência à Light solicitando que a energia elétrica fosse mantida nos locais de votação e zonas eleitorais

A concessionária de energia elétrica Light informou que irá manter o fornecimento em locais de votação do segundo turno das eleições cujas contas não foram pagas.

A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE/RJ) enviou um ofício em caráter de urgência à Light solicitando que a energia elétrica fosse mantida nos locais de votação e zonas eleitorais. Com a falta de pagamento, a procuradoria encaminhou o pedido por haver risco de a votação ficar inviável.

Em resposta, a Light informou que garante o fornecimento de energia no dia da votação de locais com contas em atraso, como o estádio Nilton Santos, o Engenhão, em Engenho de Dentro, zona norte, que tem local de votação e está sem luz desde quarta-feira (26) por falta de pagamento da Rio 2016 à concessionária.

A Prefeitura do Rio informou que pagou as contas de janeiro e maio, durante as obras de adequação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, mas que depois o estádio ficou sob responsabilidade do Comitê Rio 2016. O time Botafogo retomou a responsabilidade pelo Engenhão em 19 de outubro.

Até a publicação da reportagem, a assessoria do Comitê não havia sido encontrada para comentar o caso. A Light não divulgou o valor da dívida.