Licitação do Maracanã é parcialmente suspensa

A Justiça suspendeu a concorrência somente no que diz respeito aos camarotes do estádio

Rio de Janeiro – A licitação para concessão do Maracanã à iniciativa privada está parcialmente suspensa.

O presidente da comissão de licitação formada pelo governo do Rio, Luiz Roberto Silveira Leite, leu na manhã desta quinta-feira um mandado de segurança expedido pela 20ª Vara Cível que suspende a concorrência somente no que diz respeito aos camarotes.

A liminar foi solicitada pela empresa Golden Goal Sports, que chegou a fazer visita técnica ao estádio, mas não concorre à licitação. Ainda assim, Silveira Leite deu prosseguimento à sessão.

Nesta quinta, a comissão está abrindo os envelopes de habilitação do consórcio que está em primeiro lugar na concorrência, o “Maracanã S.A.”, formado por Odebrecht (responsável pela atual reforma do estádio), IMX (do empresário Eike Batista) e AEG.

Se a documentação não tiver problemas, será aberto um prazo para recursos antes do anúncio oficial do vencedor, possivelmente na semana que vem.

Na porta do Palácio Guanabara, onde a sessão está sendo realizada, um grupo de 10 pessoas do Comitê Popular Rio Copa e Olimpíada faz protesto contra a concessão do estádio do Maracanã, escolhido para ser o palco da final da Copa do Mundo de 2014.