Kassab afirma desconhecer supostas doações ilegais da Odebrecht

Kassab teria recebido R$ 14 milhões em caixa dois entre 2013 e 2014, segundo delação do ex-presidente da Odebrecht Transport Paulo Cenesa

Rio – O ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), Gilberto Kassab, negou que tenha conhecimento de doações irregulares para suas campanhas ou seu partido, o PSD, feita pelo grupo Odebrecht.

Kassab teria recebido R$ 14 milhões em caixa dois entre 2013 e 2014, segundo delação do ex-presidente da Odebrecht Transport Paulo Cenesa, revelada em reportagem do jornal O Globo.

“Eu não tenho conhecimento de nenhuma doação que tenha sido feita às minhas campanhas, às campanhas de colegas do partido ou de aliados que não tenham sido feitas na forma da lei. Quero registrar que todos nós temos que ser muito cautelosos com as manifestações de colaboradores que precisam ainda ser apuradas, ser homologadas pelo Supremo Tribunal Federal”, declarou Kassab a jornalistas.

O ministro participou nesta segunda-feira, 12, da assinatura de um Termo de Cooperação Institucional sobre Internet da Coisas com a presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos Marques, no Rio.